'Muito honrado', Nuzman aceita convite do COI e integrará comissão de Tóquio

Presidente do Comitê Organizador dos Jogos do Rio, festejou a oportunidade que terá como dirigente de participar da preparação da capital japonesa para o grande evento depois de ter disputado como atleta, na mesma cidade, há 53 anos, a Olimpíada de 1964 como jogador da seleção brasileira de vôlei

Por O Dia

Rio - O Comitê Olímpico do Brasil (COB) confirmou oficialmente, no início da tarde desta terça-feira, que Carlos Arthur Nuzman aceitou o convite feito pelo presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, para integrar o Comissão de Coordenação da entidade para a Olimpíada de Tóquio, em 2020.

Presidente do Comitê Organizador dos Jogos do Rio-2016, Nuzman festejou a oportunidade que terá como dirigente de participar da preparação da capital japonesa para o grande evento depois de ter disputado como atleta, na mesma cidade, há 53 anos, a Olimpíada de 1964 como jogador da seleção brasileira de vôlei.

"Depois de competir em Tóquio, voltar ao Japão como membro da Comissão é muito importante. Fiz parte da Comissão para Pequim-2008 e me sinto muito honrado em integrar novamente o quadro depois de anos de trabalho com a organização dos Jogos Rio-2016 e com a preparação do Time Brasil para o evento de agosto passado", afirmou Nuzman, por meio do site oficial do COB Em seguida, o dirigente ressaltou: "Para participar da Comissão de Coordenação é necessário ter muita confiança por parte do COI e aceitei com muita alegria o convite do presidente Thomas Bach"

Carlos Arthur Nuzman vai integrar comissão dos Jogos de TóquioSaulo Cruz/Exemplus/COB

MÁRIO ANDRADA

Além de integrantes do próprio COI, essa Comissão de Coordenação da entidade conta com representantes de Comitês Olímpicos Nacionais, Federações Internacionais, atletas e especialistas. E a máxima entidade olímpica também escolheu Mário Andrada, diretor de comunicação do Jogos do Rio-2016, para ser um dos membros do comitê de comunicações do movimento olímpico neste ciclo que visa Tóquio-2020.

Ao confirmar o sim de Nuzman ao convite feito pelo COI, o COB também enumerou as tarefas que a Comissão de Coordenação de Tóquio-2020 precisa desempenhar durante o processo de preparação para a próxima Olimpíada e lembrou que daqui a dois meses ocorrerá o próximo encontro dos membros deste grupo para tratar dos Jogos.

"Conforme definido na Carta Olímpica, a Comissão tem como responsabilidades acompanhar o progresso e orientar o Comitê Organizador no planejamento, organização e financiamento dos Jogos Olímpicos; inspecionar os locais de competição, treinamento e outras instalações; informar o COI sobre o andamento da preparação no que se refere aos progressos, desafios e riscos e, após os Jogos, elaborar um relatório sobre a organização do evento. O próximo encontro está marcado para o final de junho", destacou o COB, por meio da nota oficial desta terça.

Últimas de Esporte