Guardiola vê Gabriel Jesus pronto para voltar, mas alerta para preparo físico

Atacante brasileiro sofreu uma fratura no pé direito durante partida do Manchester City no dia 13 de fevereiro

Por O Dia

Inglaterra - O técnico Josep Guardiola afirmou nesta quarta-feira que o atacante Gabriel Jesus está pronto para voltar ao time do Manchester City. O treinador até indicou o possível retorno do brasileiro já no clássico desta quinta, contra o Manchester United, mas alertou sobre o preparo físico do jogador, que não entra em campo desde fevereiro.

Guardiola afirma: 'Gabriel está sem dor nenhuma. Então, está pronto'.Efe

"Gabriel está sem dor nenhuma. Então, está pronto. Mas, após três meses, sua condição física não é a ideal", declarou o treinador, sem afirmar se contará com o atacante ao menos no segundo tempo do clássico desta quinta - no Etihad Stadium.

O atacante sofreu uma fratura no pé direito durante partida do Manchester City no dia 13 de fevereiro. Desde então, passou por uma cirurgia e fez recuperação com fisioterapia. Além de perder jogos do City, perdeu as últimas rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo, pela seleção brasileira.

Sem garantir Gabriel Jesus, Guardiola terá ao menos o argentino Sergio Agüero no clássico desta quinta. Agüero perdeu posição no time e foi para o banco de reservas com a chegada do brasileiro ao time. Mas retomou a condição de titular após a lesão do ex-jogador do Palmeiras.

O argentino será dúvida para o duelo contra o United por ter deixado o gramado com dores na partida contra o Arsenal, no fim de semana, pela Copa da Inglaterra. "Sergio está muito melhor. Hoje ele treinou normalmente. E amanhã estará pronto para jogar", garantiu o treinador, que admitiu ter dúvidas em relação ao meia David Silva.

Questionado sobre o futuro do ataque do City, com o retorno de Gabriel Jesus, Guardiola não descartou uma formação com brasileiro e argentino lado a lado. "Agüero e Jesus podem jogar juntos. Isso vai depender de como vamos querer jogar. Se quisermos jogar sem pontas, mais fechados, eles podem jogar juntos", disse o técnico do City.

Últimas de Esporte