Revista afirma que Cristiano Ronaldo tentou acordo com vítima de suposto estupro

Jogador nega qualquer tipo de crime cometido em 2009 em Las Vegas

Por O Dia

Alemanha - A acusão de estupro envolvendo o craque português, Cristiano Ronaldo, ganhou um capítulo a mais nesta segunda-feira. A revista alemã "Der Spiegel"  divulgou supostas mensagens do português com o seu advogado em que o jogador teria pedido para a vítima abaixasse o valor do acordo para que o caso fosse encerrado. O suposto estupro teria ocorrido em 2009, em Las Vegas.

Cristiano Ronaldo é acusado de estuproReprodução

Para comprovar toda polêmica, a reportagem apresentou documentos obtidos na plataforma "Football Leaks". A moça teria chaamdo  a polícia após ser violada e foi levada para o centro médico universitário da cidade norte-americna, apresentando alguns ferimentos no exame de corpo de delito.

Um dos documentos mostra uma carta de confidencialidade, que tem a assinatura de Cristiano Ronaldo. Segundo a publicação, esse acordo foi firmado sete meses depois da confusão nos Estados Unidos. Ele sempre negou qualquer estupro ou acordo com Susan.

O caso teria acontecido quando Cristiano Ronaldo estava próximo de se transferir do Manchester United para o Real Madrid. O português decidiu passar suas férias nos Estados Unidos.


Últimas de Esporte