Com Bandeira de Mello presente, nova audiência não define futuro do Maracanã

Presidente do Flamengo compareceu a sessão na Câmara Municipal

Por O Dia

Rio - O grito de "O Maraca é nosso", tantas vezes ecoado na arquibancada, agora soa como um questionamento, e ainda segue sem resposta. Na manhã desta terça-feira, foi realizada uma audiência pública na Câmara de Vereadores, convocada pelo presidente Comissão de Esportes e Lazer, o vereador Felipe Michel (PSDB), para discutir o futuro do Maracanã, que segue sem uma definição. O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, a Subsecretária de Esportes Patrícia Amorim (PSDB), além de atletas como Daniele Hypólito e movimentos populares, como o Comitê Popular da Copa, estiveram presentes para debater o impasse de quem administrará o complexo esportivo. O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), deve fazer uma nova licitação, já que a atual concessionária que administra o estádio alega não ter mais condições para mantê-lo.

Bandeira de Mello foi o único dos presidentes do clubes cariocas a marcar presençaDivulgação / Flamengo

"A melhor forma é o Flamengo participar da gestão, já que o Flamengo sempre foi o responsável por 80% do movimento financeiro do estádio. A diretoria já deu mostras de que é competente para gerir o estádio, e se o Flamengo vier a ser o concessionário ou se participar da concessão, o Maracanã voltará a ser atrativo do ponto de vista econômico e esportivo", afirmou Bandeira de Mello, único dirigente dos quatro grandes a participar da audiência, ao contrário da semana passada, na qual todos os presidentes marcaram presença. O mandatário rubro-negro garantiu ainda que todos os clubes terão abertura para jogar no estádio.

Torcedores e ex-usuários dos equipamentos esportivos do Maracanã, no entanto, questionam o processo de licitação que o estádio passará no futuro. Para eles, é necessário garantir que o Parque Aquático Júlio Delamare, a pista de atletismo Célio de Barros e o Museu do Índio sejam reativados e voltem para o pleno uso da população.

Enquanto a concessão do Maracanã não muda de mãos, a prefeitura do Rio discute a viabilidade da municipalização do estádio. "A possibilidade da municipalização do Maracanã é uma questão que o prefeito Marcelo Crivella e a subsecretária Patrícia Amorim estão começando a debater e discutir. Foi importante fazer a audiência, sei que teremos frutos deste trabalho", afirmou o vereador Felipe Michel.

Reportagem de Yuri Eiras 

Últimas de Esporte