Após morte do pai, goleiro vira dúvida para partida da Copa Libertadores

Ele estava internado há algumas semanas e faleceu na madrugada de domingo para segunda-feira

Por O Dia

Minas Gerais - O Atlético-MG encerrou nesta segunda-feira a preparação para encarar o Godoy Cruz, na terça, pela Libertadores, com uma grande dúvida: o goleiro Victor. Após perder o pai na última madrugada, ele foi liberado do treino pela diretoria, mas figurou entre os relacionados e pode estar em campo no Independência.

Goleiro Victor vive drama pessoalEFE

O pai de Victor, que estava internado já há algumas semanas, morreu na madrugada de domingo para segunda. O goleiro, então, viajou para o interior de São Paulo, para acompanhar o velório, e a expectativa era de que ele fosse desfalque diante do rival argentino. Mas Roger Machado confirmou a presença do atleta entre os relacionados.

A dúvida sobre a presença de Victor deve ser esclarecida somente momentos antes do confronto. Caso o titular não tenha condições de jogo, Giovanni irá substitui-lo, como fez no início do ano, quando o colega se recuperava de lesão.

Uma mudança confirmada na equipe é o retorno de Marcos Rocha à lateral direita. Poupado no último sábado, diante do Flamengo, por fadiga muscular, o jogador volta a ser titular, até porque o Atlético-MG ficará um longo período sem contar com o reserva Carlos César.

O jogador se contundiu diante do Flamengo e foi encaminhado a exames, que confirmaram nesta segunda-feira uma ruptura no ligamento do tornozelo esquerdo. Carlos César passará por cirurgia nos próximos dias e deverá ficar afastado dos gramados por um período de três a quatro meses.

No meio de campo, Yago treinou como titular e deve ocupar a vaga do suspenso Rafael Carioca nesta terça, mantendo o Atlético-MG com três volante. Assim, a equipe deve atuar com: Victor (Giovanni); Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Yago, Elias e Otero; Robinho e Fred.

Com informações do Estadão Conteúdo

Últimas de Esporte