Atacante brasileiro abandona banco de reservas e revolta treinador

Atitude de Gabigol, que pode ser punido, surpreendeu os jogadores

Por O Dia

Itália - Gabriel Barbosa, o Gabigol, deve ser punido pela Inter de Milão depois de abandonar o banco de reservas durante vitória da sua equipe sobre a Lazio por 3 a 1, no domingo, pelo Campeonato Italiano. Assim que o técnico Stefano Vecchi esgotou suas três substituições, o brasileiro recolheu seus pertences e foi direto para os vestiários do Estádio Olímpico, em Roma. A atitude surpreendeu os jogadores da Inter.

Gabigol está decepcionando na Inter de MilãoReprodução Twitter

"Esperava entrar? Talvez, como todos aqueles que estão sentados no banco. Ele provavelmente tinha grandes expectativas, assim como o clube e os fãs tinham sobre ele. Nem sempre é culpa do treinador, ele tem algumas boas qualidades que deve colocar a serviço do time. Por que não encontrou espaço com nenhum dos treinadores nesta temporada?", disse Vecchi, em entrevista coletiva após o jogo.

Contratado por R$ 103,2 milhões junto ao Santos, Gabriel não conseguiu brilhar em sua primeira experiência no futebol europeu Foram dez jogos disputados e apenas 184 minutos em campo. Também chama a atenção que o brasileiro não conseguiu se firmar com nenhum dos três treinadores que passaram pelo time de Milão durante a temporada. Frank de Boer, Stefano Pioli e agora Stefano Vecchi, auxiliar dos dois primeiros.

"Neste elenco há jogadores de ataque muito fortes: Icardi faz 25 gols por temporada, Eder está jogando muito bem, e Palacio, que é um grande jogador e um grande homem, está fora, mas treina sempre ao máximo. Tudo isso deveria ser um exemplo para todos os jovens. Hoje, Gabigol deixou o banco, e o clube vai tomar medidas", cobrou o treinador.

Com informações do Estadão Conteúdo

Últimas de Esporte