Tragédia da Chapecoense quase fez Tite combinar resultado de partida da Seleção

Treinador afirmou que na noite anterior ao Jogo da Amizade, envolvendo Brasil e Colômbia, até ensaiou o que falaria para o técnico colombiano

Por O Dia

São Paulo - A tragédia com a delegação da Chapecoense, que iria disputar a final da Copa Sul-Americana em novembro do ano passado, deixou todos perplexos e abalados. Mas o técnico da seleção brasileira Tite quase fez algo inimaginável cerca de dois meses depois.

Treinador da seleção brasileira deu declaração polêmica em entrevista à rádio paulistaMaíra Coelho / Agência O Dia

O treinador pensou em combinar o resultado do amistoso realizado no dia 25 de janeiro contra a Colômbia, no Engenhão, em partida em tributo às vítimas do acidente aéreo.

"Aquela foi uma das primeiras vezes que eu fui para um jogo querendo acertar resultado. A minha vontade era de chamar o (Pékerman (técnico da Colômbia) e falar: 'vamos acertar o resultado eu e tu'. Juro. Palavra de honra. Durante o jogo, quando fizemos 1 a 0, confesso que não pensava mais nisso, mas, antes, eu pensava: 'um jogo com esse objetivo não pode ter um vencedor'", afirmou o comandante em entrevista à 'Rádio Jovem Pan'.

Tite afirmou que na noite anterior ao amistoso até ensaiou o que falaria para o treinador da Colômbia. "Eu pensava: 'Pékerman, a gente acerta... Eu vou lá falar com os seus jogadores, e tu vem falar com os meus. Se alguém tiver ganhando de 1 a 0, abre espaço nos últimos cinco minutos, e o cara vai lá e faz o gol'. Depois, eu pensei: 'eu não posso fazer isso... Primeiro, porque estamos falando de Seleção Brasileira; e segundo, porque eu não posso tirar a oportunidade de um atleta que vai estar dentro de campo e quer mostrar serviço para ser convocado de novo'", concluiu.

No final, a partida terminou 1 a 0 para a seleção brasileira, mas o resultado foi o que menos importou para todos.

Últimas de Esporte