Mais Lidas

Pegou pesado! Lenda do tênis diz que transexuais são 'trabalho do demônio'

Multicampeã Margaret Court, também afirmou que o esporte está 'cheio de lésbicas'; ex-jogadora se tornou pastora e destilou preconceito

Por gabriel.santos

Londres - A ex-tenista australiana Margaret Court, dona de 24 troféus de Grand Slam, deu declaração polêmica nesta quarta-feira, garantindo que o circuito profissional feminino está "cheio de lésbicas". Court, de 74 anos, que agora é pastora evangélica, deu as declarações na emissora de rádio "Vision Christian".

Margaret Court deu declarações cheias de preconceito à comunidade LGBTReprodução Internet

Na entrevista, a ex-jogadora ainda afirmou que transexuais são "trabalho do demônio". A australiana afirmou existir uma espécie de aliciamento entre as tenistas, o que explicaria o aumento do número de homossexuais no circuito feminino.

"Na minha época, quando eu jogava, só existiam poucas delas. Mas, essas poucas, levaram as mais jovens à festas e outros eventos" disse a ex-tenista, de acordo com informações veiculadas hoje pela "BBC". "Estamos aqui para ajudá-las a superar isso. Não somos contra as pessoas", completou Court, que venceu 11 vezes o Aberto da Austrália, cinco vezes Roland Garros e outras cinco o US Open, além de três vezes Wimbledon.

Esta não é a primeira vez que a ex-tenista aborda o tema e levanta polêmica, já que, recentemente, garantiu que tentaria não voar mais pela companhia aérea australiana Qantas, que declarou abertamente apoio aos casamentos homossexuais

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia