Suécia vence França com erro grotesco de Lloris, Holanda faz 5 e embola Grupo A

Equipe holandesa ainda luta por vaga improvável para a Copa do Mundo

Por O Dia

Rio - O técnico Dick Advocaat definitivamente operou um pequeno milagre desde que assumiu a seleção holandesa há cerca de um mês Nesta sexta-feira, em jogo disputado em Roterdã, a equipe confirmou sua reação, goleou Luxemburgo por 5 a 0 e voltou a "respirar" no Grupo A das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018.

O resultado foi ainda mais importante devido aos outros resultados da chave. Especialmente do triunfo da Suécia sobre a França, em Estocolmo, por 2 a 1, com um vacilo histórico do goleiro Hugo Lloris no último minuto. Já a Bulgária foi superada pela Bielo-Rússia por 2 a 1, o que deixou o Grupo A totalmente embolado.

Holanda ainda alimenta sonho de ir para a CopaEfe

Com os resultados desta sexta, a Suécia assumiu a liderança com 13 pontos, os mesmos da França. Já a seleção holandesa, que não havia vencido um único jogo no ano até a chegada de Advocaat, assumiu o terceiro posto com dez pontos, um a mais do que a Bulgária. Bielo-Rússia, com cinco, e Luxemburgo, com um, fecham o grupo.

Precisando de um empate para manter a liderança, a França parecia que cumpriria seu objetivo com tranquilidade, ainda mais depois de Olivier Giroud dominar dentro da área e, sem deixar a bola tocar o gramado, aos 37 minutos, acertar chute indefensável no ângulo.

O gol de empate sueco, contudo, veio logo aos 43, com Jimmy Durmaz. E, embora a França tenha segurado o resultado com relativa tranquilidade, o gol da virada veio em falha bizarra de Lloris: já no último minuto, o goleiro tentou sair jogando e deu a bola nos pés de Ola Toivonen, que quase do meio-campo marcou por cobertura.

A Holanda, por sua vez, não teve qualquer dificuldade para confirmar sua reação. Massacrou Luxemburgo por 5 a 0, com gols de Robben, Sneijder, Wijnaldum, Quincy Promes e Vincent Janssen, e saltou da quarta para a terceira colocação da chave. Assim, voltou a sonhar até mesmo com a liderança, o que a livraria da repescagem.

Destaque especial para Sneijder, que fez aniversário nesta sexta e, ao mesmo tempo, se tornou o jogador com o maior número de atuações pela seleção, com 131 jogos, ultrapassando o ex-goleiro Edwin van der Sar.

A goleada por 5 a 0, aliás, foi o mesmo placar do triunfo sobre a Costa do Marfim na terça, em amistoso que confirmou a recuperação da Holanda após a estreia de Advocaat - antes, já havia vencido o Marrocos por 2 a 1.

Vice-campeã mundial em 2010 e terceira em 2014, a equipe se colocou novamente na briga por uma vaga na Copa de 2018, ainda mais após a Bulgária ser surpreendida pela Bielo-Rússia, fora de casa. Sivakov e Savitskiy fizeram 2 a 0 para os mandantes e Kostadinov até descontou nos minutos finais, quando já era tarde para uma reação búlgara.

Últimas de Esporte