Tite explica mudanças na seleção e avisa: 'Quero espírito competitivo'

O treinador garantiu que estas mudanças não indicam qualquer menosprezo à Austrália ou ao peso deste amistoso

Por O Dia

Austrália - O técnico Tite confirmou que a seleção brasileira encarará a Austrália no amistoso desta terça-feira, às 7h05 (de Brasília), em Melbourne, com oito mudanças em relação ao time que perdeu para a Argentina na sexta passada. Se engana, porém, quem acha que estas experiências do treinador demonstram uma menor preocupação com a partida. Ele garantiu que é justamente a postura de seus comandados que será observada.

"O atleta que tem capacidade de jogar o amistoso fortalecido, mentalmente preparado e motivado, ganha pontos. E eu sei quem tem. Tem o atleta que já esmorece. Gosto deste espírito competitivo. Isso pesa para o jogo amistoso, em que a capacidade mental faz a diferença", considerou nesta segunda.

Tite vai mexer na seleção brasileiraEFE/Raúl Martínez

Tite já havia convocado a seleção com desfalques de peso, como Daniel Alves, Marcelo, Casemiro e Neymar. Contra a Austrália, poupará ainda Weverton, Fagner, Gil, Filipe Luís, Fernandinho, Renato Augusto e Willian, além de não contar com o lesionado Gabriel Jesus. Entrarão: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Alex Sandro, David Luiz, Giuliano, Douglas Costa e Diego Souza.

O treinador garantiu que estas mudanças não indicam qualquer menosprezo à Austrália ou ao peso deste amistoso. Pelo contrário, elogiou os jogadores que estarão em campo e afirmou que seria "injusto" não lhes dar uma oportunidade de atuar, principalmente com a seleção já garantida na próxima Copa do Mundo.

"Quando garantimos a vaga, sabia que ia me dar a oportunidade de colocar os jogadores para jogar. É muito desafiador ser gestor. Mas coloquei o senso de justiça em prática. Não queria mandar o jogador para casa sem oportunidade de atuar. Vivemos em um mundo muito competitivo, não podia ser egoísta e colocar só o resultado acima de tudo. Não podia pensar só em mim, em quebrar recorde de vitória ou algo assim", avaliou.

Tite ainda fez questão de elogiar o adversário desta terça-feira "Venceu o último jogo das Eliminatórias, tem jogada qualificada de triangulação, não quebra a bola toda hora, valoriza a posse. Mudaram o sistema recentemente e conseguiram melhores resultados São muito fortes na bola parada. É uma escola com qualidade técnica e imposição física, pela altura e força."

Últimas de Esporte