Conmebol confirma escândalo de doping que abala o futebol sul-americano

Suspeita paira sobre a troca de um suplemento de vitaminas que os jogadores tomam

Por O Dia

Argentina - A Conmebol anunciou neste quinta-feira que dois atletas do River Plate foram flagrados em exames antidoping na primeira fase da Libertadores. Sem citar nomes, a entidade confirmou somente estes dois casos, apesar de a imprensa argentina garantir que três atletas foram flagrados e que este número ainda pode aumentar. A entidade máxima do futebol do sul-americano ainda não divulgou se a equipe argentina sofrerá punição para a sequência da Libertadores.

Lucas Martínez Quarta foi pego no antidopingReprodução Internet

"Há dois casos confirmados no River", limitou-se a dizer o diretor-médico da Conmebol, Osvaldo Pangrazio, em entrevista ao canal argentino TyC Sports. O especialista, no entanto, se recusou a informar o nome dos jogadores.

O médico Pedro Hansing afirmou, nesta sexta-feira, que o diurético que apareceu no teste anti-doping de Camilo Mayada e Lucas Martínez Quarta nunca fez parte da lista de medicamentos do River Plate.

"A substância detectada, a hidroclorotiazida, é um diurético que não traz vantagem esportiva. Pode servir para esconder outras substâncias. Não usamos isso na nossa bateria de medicamentos habitual. Pode ter sido uma contaminação acidental", falou Hansing em coletiva de imprensa no prédio do clube.

Um dos casos de doping já é conhecido. O River Plate confirmou em comunicado que foi notificado pela Conmebol do doping do zagueiro Lucas Martínez Quarta. O clube explicou que Quarta foi flagrado em exame realizado após a partida diante do Emelec dia 10 de maio, no Equador, mas não revelou a substância utilizada pelo jogador

Os casos já foram comunicados à Associação do Futebol Argentino (AFA) e à unidade disciplinar da Conmebol, mas nenhuma sanção foi definida. Não está certo se o River pode sofrer qualquer punição, mas os jogadores flagrados estão suspensos preventivamente.

O Diário 'Olé' garantiu que ao menos três jogadores do River foram flagrados por uso de doping, o meia Camilo Maiada e o atacante Sebá Driussi, além de Quarta, e que o número pode ser ainda maior.

Enquanto nenhuma medida é tomada e o caso é estudado, o River segue a preparação para o início das oitavas de final da Libertadores. No dia 4 de julho, a equipe visita o Guaraní, no Paraguai, pela partida de ida.

Últimas de Esporte