Escândalo! Cocaína faz tenista top 50 do mundo cair no exame anti-doping

A Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou que o jogador vai ser suspenso a partir do dia 26 de junho, a espera do estudo do caso

Por O Dia

Inglaterra - O britânico Daniel Evans anunciou, nesta sexta-feira, que em abril testou positivo para o uso de cocaína em um exame anti-doping, explicando que a droga foi consumida fora da competição e por motivos "completamente alheios ao tênis".

Daniel Evans foi pego no anti-dopingDivulgação

Evans, 50º melhor tenista do ranking ATP, deu positivo no Masters 1000 de Barcelona. A Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou que o jogador vai ser suspenso a partir do dia 26 de junho, a espera do estudo do caso.

"É um dia muito difícil para minha carreira e queria vir aqui para anunciá-lo pessoalmente, cara a cara", afirmou Evans, lendo um comunicado. O tenista não aceitou perguntas.

"Cometi um erro e tenho que pagar as consequências. Não tenho nenhum motivo, nem por um segundo, para justificar que o que fiz foi aceitável. Peço perdão para todos que machuquei, minha família, meu treinador, meu time, meus patrocinadores, a Federação Britânica e meus torcedores", acrescentou o tenista britânico, que é profissional desde 2006.

Em 2007, a suíça Martina Hingis deu positivo por cocaína em Wimbledon e foi suspensa pela ITF por dois anos.

Em 2009, o francês Richard Gasquet deu positivo para cocaína. Neste último caso, a ITF reduziu o castigo para pouco mais de dois meses, ao aceitar que o consumo foi involuntário. Gasquet explicou à época que se contaminou depois de beijar uma jovem mulher em discoteca em Miami.

Últimas de Esporte