Ginásio do Olaria reassume protagonismo no futsal carioca

Clube da Zona Norte firma parceria com a FFSERJ e receberá jogos do Campeonato Carioca Adulto

Por O Dia

Rio - Os maiores "templos" do futsal brasileiro estão no Rio de Janeiro. Aqui temos a presença dos icônicos Maracanãzinho e do Complexo Esportivo Miécimo da Silva, dois espaços geridos por órgãos públicos e que já receberam diversos torneios importantes. Mas quando o assunto são os clubes, os ginásios do Grajaú T.C., da A.A. Vila Isabel, do Monte Sinai, e do extinto E.C. Bradesco, sem esquecer também dos quatro grandes clubes da cidade, abrigam muitas histórias e conquistas deste esporte. As duas principais baixas nessa lista ficam por conta das quadras do Carioca E.C., desativada para dar espaço a uma famosa rede de academias de ginásticas no bairro do Jardim Botânico, e ao América F.C. em virtude das obras na sede do clube Rubro na rua Campos Sales, na Tijuca.

Quem está reaparecendo neste cenário é o Olaria Atlético Clube. No início dos anos 2000, o clube da rua Bariri cedeu por diversas vezes a sua quadra para que Vasco, Botafogo, Flamengo e Fluminense pudessem jogar torneios como a Liga Nacional e a Copa Rio-SP-Minas. O ginásio Álvaro da Costa Mello, casa do Alvianil, ainda foi um trunfo importante na conquista do Campeonato Metropolitano Adulto de 2002, título celebrado pelos torcedores até os dias de hoje.

Olaria é um dos clubes mais tradicionais da zona norteOlaria A.C./ divulgação

Atualmente, depois de anunciar a chegada do ex-jogador da seleção brasileira Schumacher para assumir a gestão do futsal do clube, cargo que ocupa em parceria com Sérgio Granata, tudo mudou por lá. O Olaria reformou o entorno do ginásio, instalou um novo placar eletrônico e trocou o piso de madeira que estava muito danificado pelos seguidos shows de música e eventos religiosos que ocorriam no local. A Federação Carioca aprovou a iniciativa dos olarienses e decretou o local como sede dos jogos do Campeonato Carioca Adulto, que é a principal divisão da cidade.

"O Olaria já tinha uma boa relação com a Federação e, com a vinda do Schumacher, a Federação começou a apostar mais no desenvolvimento do futsal do clube. Depois que a quadra foi reformada, a Federação veio aqui olhar e daí começou a se desenhar essa parceria. Ela viu que nós temos uma estrutura boa como antigamente e a nossa dimensão de quadra é perto do exigido na Liga Nacional", explicou Sérgio Granata.

A tendência é que novos espaços equipados com a estrutura ideal para a prática de futsal Adulto surjam. Um exemplo disso foi o uso da Arena Carioca 3, estrutura utilizada nos Jogos Rio 2016, na Barra da Tijuca. No fim de maio, o local recebeu também partidas do Campeonato Carioca promovidos pela Federação. Nesta unidade do Parque Olímpico, a Federação poderá contar com uma das poucas quadras com as dimensões oficiais da CBFS: 40 x 20 metros. Sonhando em disputar a Liga Nacional nos próximos anos, o Olaria não descarta fazer novas reformas para se adequar a esta regra.

"O nosso próximo desafio com a quadra é aumentá-la já para o ano que vem. Nós queremos deixar ela no padrão exigido pela Liga Nacional e quem sabe receber alguns jogos da Liga em 2018", projetou o gestor do Olaria.

Neste domingo, três jogos do Carioca Adulto foram realizados no ginásio do Olaria: Madureira x Grajaú Country; Helênico x Canto do Rio; e Dourados x Maria da Graça.

Últimas de Esporte