Mais Lidas

FIA culpa Sebastian Vettel por incidente, mas não pune alemão da Ferrari

Piloto se comprometeu a participar de 'ações educativas' em diversos campeonatos, como a Fórmula 2

Por bferreira

Inglaterra - A Federação Internacional Automobilística (FIA) anunciou, nesta segunda-feira, que não vai aplicar mais sanções ao piloto alemão Sebastian Vettel (Ferrari), apesar de o considerar culpado no incidente com o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) durante o GP do Azerbaijão, no último domingo.

Sebastian Vettel escapa de puniçãoEFE

Em comunicado, a FIA explicou que já puniu Vettel, que admitiu culpa e pediu desculpas, no final de uma reunião realizada nesta segunda, na sede do organismo em Paris.

"Depois da reunião, o presidente da FIA Jean Tods decidiu que o caso está encerrado", precisou o texto.

Ainda assim, o ex-chefe da Ferrari "indicou claramente que se o comportamento se repetir, o caso vai ser enviado diretamente para o Tribunal Internacional da FIA, para investigação mais profunda", acrescentou o texto.

Vettel se comprometeu a participar de "ações educativas" em diversos campeonatos, como a Fórmula 2, além de participar em um seminário de comissários da FIA.

O piloto também não vai poder participar das campanhas de segurança viárias organizadas pela FIA até o fim do ano.

No último GP do Azerbaijão, dia 25 de junho, Vettel perdeu a calma e bateu intencionalmente em Hamilton.

Com o 'safety car' na pista, o inglês estava na frente e freou bruscamente na curva. Vettel o pegou por trás. Irritado, o alemão emparelhou com o britânico e deu um toque proposital na lateral do carro de Hamilton ao reclamar.

A atitude de Vettel acabou lhe custando a vitória: punição de 10 segundos de 'stop and go' nos boxes.

Vettel terminou em quarto, à frente de Hamilton (5º), aumentando para 14 pontos sua vantagem sobre o britânico no Mundial de Pilotos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia