Jogador envolvido em masturbação coletiva afirma que já foi perdoado pela noiva

Ex-atleta do Gaúcho também disse que acertou com novo clube

Por O Dia

Rio Grande do Sul - O episódio envolvendo o Gaúcho, de Passo Fundo, que dispensou quatro atletas por conta de um vídeo de masturbação coletiva no vestiário se tornou público nesta semana. Porém, a vida dos jogadores envolvidos continua. Em entrevista à Rádio Gaúcha, um dos atletas, que não quis se identificar, se pronunciou afirmando que já foi perdoado pela noiva e que já acertou com um novo clube para o restante da temporada.

Jogadores do Gaúcho se envolveram em polêmicaReprodução Internet

"Vou me tratar porque estou machucado no púbis. Mas me apresento em agosto em outro clube", disse. Ele não quis revelar o nome do time.

O jogador afirmou que sua noiva ficou irritada com o ocorrido, mas que a situação já foi resolvida com a amada: "Ela deu uma dura. Mas estou com ela ainda, ela perdoou, viu que era zoação", afirmou.

A saída do Gaúcho foi alvo de lamentação por parte do atleta, que não entendeu a mudança de postura do presidente do clube:"Ele nunca chegou na gente para falar que não podia filmar nada. Podia ser alguma coisa boa e ele deixaria filmar. Em relação ao comunicado, chamou a gente e falou que estávamos fora de dois jogos. A gente estava tranquilo. No outro dia ele chegou diferente", disse.

O atleta afirmou que o vídeo era para ser compartilhado com um pequeno grupo de amigos. "A gente não imaginou. Mandamos o vídeo em grupo de amigos nossos. Como era zoeira, era para dar risada, ver a resenha. Quando eu vi estava em outro grupo. Falei que ia dar confusão. Como foi mais além chegou a mensagem de outros clubes perguntando o que havia acontecido e aí percebi a proporção maior", concluiu.

Últimas de Esporte