Comentarista critica dirigentes: 'a maioria é vagabundo, safado e sem-vergonha'

Ex-jogador diz que a maioria dos cartolas usam clube para ganhar dinheiro

Por O Dia

São Paulo - Durante o programa 'Os Donos da Bola', da Band, o comentarista Neto criticou alguns dirigentes de futebol quando citou a demissão do ex-técnico da Chapecoense Vagner Mancini, que para ele, estava fazendo ótimo trabalho na equipe catarinense. Segundo o ex-jogador, a maioria usa o clube para ganhar dinheiro, entram pobres e saem ricos.

Neto criticou a Chapecoense pela demissão de Vagner ManciniReprodução TV

"Time de futebol, dirigente de futebol, a maioria é vagabundo, safado e sem-vergonha. Usa o clube para ganhar dinheiro, entram pobres e saem ricos. Entram no anonimato e saem famosos. Mentem para o torcedor. Agora, o Vagner Mancini faz um baita de um trabalho na Chapecoense, vive o que a Chapecoense passou, aí mandam ele embora. Fora os processos que vocês estão tomando do Caio Júnior aí, R$ 30 milhões – porque nem contrato o Caio Júnior tinha. Só que ninguém fala. Sabe por quê? Porque têm medo de falar da Chapecoense, que vai pensar que estamos falando das pessoas que infelizmente vieram a falecer. Estou falando do clube, cambada de incompetente", atacou Neto.

A declaração de Neto repercutiu mal no departamento jurídico da Chapecoense, que prometeu entrar na Justiça contra o comentarista da Band.

"Ele falou muita coisa que não é verdade e terá que provar tudo o que afirmou. Ele não sabe nada da Chapecoense e fica falando esse tipo de coisa. A Chapecoense tem uma gestão séria e comprometida e esse tipo de bobagem que ele falou não condiz com o clube", disse Luiz Antonio Pallaoro, vice-presidente jurídico da Chape.

Últimas de Esporte