Jogador é preso após confessar que matou mãe e irmã a facadas

Considerado uma promessa, ele sofria de depressão

Por O Dia

Itália - O que faz uma promessa de 21 anos com o futuro todo pela frente matar a facadas sua mãe e sua irmã? É isso que a polícia italiana tenta descobrir após Solomon Nyantakyi, revelação do Parma, confessar o crime às autoridades locais. Ele sofria de depressão.

Solomon Nyantakyi era uma das grandes revelações do ParmaDivulgação

Os corpos das duas vítimas foram encontrados por Raymond, irmão mais velho do atleta, que chamou a polícia imediatamente. Os vizinhos chegaram a ouvir os gritos da irmã do atleta, Magdalene, de 11 anos, mas acharam que era uma pequena discussão doméstica.

Após o crime, Nyantakyi pegou um trem para Milão, mas foi localizado pela polícia local. Ele prestou depoimento e confessou o crime. Atualmente ele atuava pelo modesto Imolense.

"Estou sem palavras. Solomon era um rapaz pacífico e tranquilo, não faria mal a uma mosca. Mas, sofria de depressão. Em um ano, eu o ouvi falar duas vezes sobre isso [depressão]. Sabia de seus problemas", disse o ex-jogador Cristiano Lucarelli à ANSA.

O jogador é oriundo de Gana, mas toda a sua família já vive há muitos anos na Itália. Na época que jogava pelo Parma, chegou a ser sondado pelo Milan, mas a transação não vingou.

Últimas de Esporte