Presença de tubarões interrompe bateria novamente, mas Medina avança à semifinal

Outro brasileiro, Filipe Toledo segue vivo na disputa na África do Sul

Por O Dia

África do Sul - O brasileiro Gabriel Medina se classificou nesta quarta-feira para as semifinais da etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe, em mais um dia em que a presença de tubarões no mar sul-africano levou a organização a interromper uma bateria. Além disso, Filipe Toledo segue vivo na disputa.

Medina avançou de faseDivulgação

Na última terça-feira, o evento foi paralisado durante uma das baterias da quarta fase, quando a organização detectou que tubarões estavam se aproximando da área onde os surfistas competiam. A organização, então, mandou barcos e jet skis para a água e confirmou a presença.

Situação parecida se repetiu nesta quarta, quando Gabriel Medina e o australiano Mick Fanning duelavam pelas quartas de final. Dessa vez, porém, a pausa foi bem mais curta, tanto que a bateria foi retomada no mesmo dia. E o brasileiro se deu melhor.

Esta, aliás, não foi a primeira vez que a presença de tubarões ocorre durante a competição em Jeffreys Bay. Em 2015, Jordy Smith e Fanning se enfrentavam na final da etapa quando o australiano precisou se defender para evitar um ataque de tubarão. Desde então, a organização do campeonato vem apostando na tecnologia para evitar novos incidentes e evitar que os surfistas corram novos riscos.

Antes da interrupção, Medina já liderava a série ao ter somado 17,40 pontos, com as notas 8,90 e 8,50, e esse resultado não foi alterado, pois Fanning só conseguiu 11,33. Assim, o brasileiro se garantiu nas semifinais, fase em que terá pela frente o português Frederico Morais, que bateu o havaiano John John Florence, o atual campeão mundial, por 19,77, incluindo uma nota 10, a 18,67, em uma bateria de altíssimo nível pelas quartas de final, a última antes da paralisação do evento pela organização.

Quem também deu show nesta quarta-feira em Jeffreys Bay foi Filipe Toledo. Ele conseguiu uma nota 10 e uma 9 para superar o sul-africano Jordy Smith, com 17,40, e o australiano Julian Wilson, com 13,50, para avançar às quartas de final. Nesta fase, o brasileiro se reencontrará com Smith, que avançou na repescagem com ótimos 19,37 pontos, incluindo um 10.

Últimas de Esporte