Tênis: ex-número 5 do mundo é suspensa por dois meses após doping

Jogadora se defende e afrma que tomou o produto por acidente

Por O Dia

Inglaterra - A tenista italiana Sara Errani foi suspensa por dois meses, nesta segunda-feira, depois de ser pega no antidoping, segundo anúncio da Federação Internacional de Tênis (ITF).

A ex-número cinco do mundo, finalista de Roland Garros em 2012, deu positivo para letrozol, substância utilizada no tratamento de câncer de mama. O teste foi realizado no dia 16 de fevereiro.

"Durante audiência do dia 19 de julho, o Tribunal independente decidiu suspender Errani por dois meses, a partir do dia 3 de agosto até o dia 2 de outubro. Os resultados obtidos entre 16 de fevereiro e 7 de junho de 2017 serão anulados", informou a ITF.

Errani, atual número 98 do mundo, explicou que tomou o produto por acidente.

"Em toda minha vida, nunca tomei produtos proibidos na minha carreira", escreveu Errani em comunicado.

"Ainda assim, esta substância está presente de no Femara, um medicamento que minha mãe utiliza diariamente desde 2012 com fins terapêuticos, após operação de câncer de mama. Por isso, o produto estava presente na casa onde moro", acrescentou a tenista.

A substância pode ter efeito anabolizante marginal e ajuda a mascarar a ingestão de testosterona.

Últimas de Esporte