'Não sou criminoso', ataca Diego Costa sobre situação no Chelsea

Jogador brasileiro admitiu que ficou surpreso ao receber mensagem de Antonio Conte dizendo que não estava nos planos do treinador

Por O Dia

Londres - O brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa, afastado do Chelsea, acusou o clube londrino e o técnico italiano Antonio Conte de tratá-lo como "um criminoso", em declarações publicadas pela imprensa britânica nesta segunda-feira.

Diego Costa quer deixar o ChelseaEfe

"Querem que eu treine com o segundo time. Não farei isso. Não sou um criminoso", explicou o atacante ao Daily Mail desde Lagarto, sua cidade natal.

"Espero que o Chelsea me dê a carta de alforria. Não queria sair, era feliz. Mas quando o treinador não te quer, você precisa sair", acrescentou Costa. O jogador admitiu que ficou surpreso ao receber mensagem de Conte dizendo que não estava nos planos do treinador.

"Em janeiro tivemos coisas com o técnico. Estava perto de renovar e eles frearam. Acho que o treinador está por trás de tudo isso", comentou Costa, autor de 20 gols na última temporada do atual campeão da Premier League.

"Eu o respeito pelo grande treinador que é. Ele faz um bom trabalho, dá pra ver. Mas não como pessoa", lamentou o atacante de 28 anos, que expressou vontade de assinar pelo Atlético de Madri. Costa já teve passagem pelo clube Colchonero entre 2010 e 2014 e admitiu que recusou outras ofertas.

Diego Costa não participou da turnê de pré-temporada dos Blues, e está afastado do time desde que as mensagens que recebeu de Conte se tornaram públicas.

Últimas de Esporte