Botafogo e Flamengo fazem jogo de pouca inspiração e empatam no Nilton Santos

Glorioso sai com a pequena vantagem de poder empatar com gols no confronto de volta no Maracanã para avançar à decisão da Copa do Brasil

Por O Dia

Rio - Tudo igual e sem gols. No primeiro confronto da semifinal da Copa do Brasil, Botafogo e Flamengo não mostram muita inspiração e não saíram do zero em confronto realizado nesta quarta-feira no Nilton Santos. Sem nenhuma grande vantagem conquistada, a partida no Maracanã ganha ainda mais importância.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no Maracanã. Novo empate sem gols, a decisão irá para os pênaltis. Empate com gols dá a vaga para o Botafogo. Quem vencer garante a classificação.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo volta aos gramados contra o Atlético-GO, na Ilha do Urubu, no sábado. Já o Glorioso joga contra a Ponte Preta, em Campinas, no domingo.

Botafogo e Flamengo ficaram no empate sem golsPedro Martins / MoWA Press

O JOGO

Botafogo e Flamengo fizaram um primeiro tempo de muito equilíbrio no Nilton Santos. Na primeira parte, o Rubro-negro teve domínio, com muita posse de bola, a partir da metade, o Glorioso equilibrou, mas a melhor oportunidade foi do time da Gávea já bem perto do intervalo.

O início do Flamengo foi bem promissor, com uma marcação bem acertada, o Rubro-negro dificultava a saída de bola alvinegra e tinha amplo domínio de posse de bola. Aos 16 minutos a primeira chance. Everton cobrou falta e Réver cabeceou para bola defesa de Gatito.

Com o passar do tempo, o Botafogo equilibrou e criou boas oportunidades. Bruno Silva era a principal válvula de escape da equipe. Primeiro, ele fez boa jogada pela direita e cruzou, Roger por muito pouco não apareceu para abrir o placar. Depois, o volante quase deixou o dele, após cruzamento de João Paulo, a bola, no entanto, subiu demais.

Torcida do Botafogo faz festa no EngenhãoPedro Martins / MoWA Press

Inferior no fim do primeiro tempo, o Flamengo teve a sua melhor chance aos 45 minutos. Rodinei recebeu no fundo e cruzou, Gatito falhou e a bola se ofereceu para Berrío, paraguaio se recuperou e fez uma grande defesa. O lance foi anulado, porque o auxilar marcou de forma equivocada uma saída de bola inexistente. Sorte da arbitragem, que o goleiro alvinegro evitou o gol do colombiano.

O segundo tempo começou com o Flamengo de novo tentando agredir mais. Aos 12 minutos, a equipe da Gávea teve grande chance de marcar. Diego em cobrança de falta carimbou a trave de Gatito Fernández, deixando empolgada a minoria rubro-negra no Nilton Santos.

Mandante da partida, o Botafogo realizou uma mudança para tentar dar mais fôlego ao ataque. Pimpão saiu para entrada de Guilherme. Já, o Flamengo trocou Berrío pelo volante Márcio Araújo para tentar conter as jogadas de velocidade do Alvinegro.

O duelo seguia truncado com poucas chances. Aos 30 minutos, o Glorioso chegou bem em uma finalização de fora da área. Muralha fez boa defesa, evitando o gol de Matheus Fernandes no Nilton Santos.

Aos 34 minutos, o árbitro Anderson Daronco tomou uma decisão bastante controversa na partida. Após um impedimento do Botafogo, Carli e Muralha se empurraram e acabaram sendo expulsos. A partida ficou paralisada por quatro minutos.

Os últimos minutos foram de menos inspiração ainda. As duas equipes já muito cansadas, com mais espaço no campo, as chances praticamente não existiram e a partida terminou mesmo no empate sem gols.

 

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 0 FLAMENGO
?
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (RS-Fifa)
Renda/público: R$747.825,00/ 26.575 pagantes
Cartões amarelos: Carli, Matheus Fernandes, Rodrigo Lindoso e Rodrigo Pimpão.
Cartão vermelho: Carli e Alex Muralha.
Gols: -

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Luis Ricardo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão (Guilherme, 21'/2ºT) e Roger (Marcelo, 35'/2ºT) - Técnico: Jair Ventura.

FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei, Rever, Juan e Renê; Willian Arão e Cuéllar; Berrío (Márcio Araújo, 25'/2ºT), Diego e Everton (Vinícius Júnior, 29'/2ºT, Thiago, 36'/2ºT)); Felipe Vizeu - Técnico: Reinaldo Rueda.

Últimas de Esporte