Astro da NBA se recusa a visitar Casa Branca e detona Trump: 'não respeito'

Kevin Durant, campeão com o Golden State Warriors, não vai encontrar o presidente norte-americano junto com o restante do time, como é tradição

Por O Dia

Estados Unidos - Donald Trump vem sendo alvo de protestos desde que assumiu a presidência dos Estados Unidos. Muitos famosos já se engajaram contra o empresário e Kevin Durant, campeão da NBA com o Golden State Warriors, foi mais um deles, afirmando que não visitará o presidente. O astro ainda afirmou que não respeita o atual chefe de estado norte-americano.

Kevin Durant foi o grande nome das finais da NBAEfe

Considerado o jogador mais valioso (MVP) das finais, Durant é um dos maiores nomes do basquete americano atualmente. Uma das tradições da NBA é de que o time campeão faça uma visita à Casa Branca para se encontrar com o presidente. A equipe de Oakland pode ir a Washington, mas sem o ala.

"Não, não vou. Não respeito a pessoa que está lá no momento, não concordo com ele e vou me fazer escutar não indo à Casa Branca. Desde que ele assumiu o cargo, e inclusive desde a campanha eleitoral, nosso país está dividido e isto não é uma coincidência", disse Durant, em entrevista à ESPN.

O jogador deixou claro que vê Trump como um retrocesso para os Estados Unidos e não acredita que o país possa avançar nas questões raciais, como era a esperança de muitos com Barack Obama.

"Quando Obama era presidente, tínhamos muitas esperanças para nossa comunidade, porque tínhamos um presidente negro. Vendo como estamos agora, parece que ficamos piores. Se temos um presidente que não se importa com todas as pessoas, não iremos pra frente como país. Enquanto ele [Trump] estiver aí, não haverá progresso."

Em junho, o armador Stephen Curry, outra estrela dos Warriors, também indicou que não visitaria o presidente, caso a equipe fosse campeã. À época, até mesmo o treinador Steve Kerr havia adotado a mesma postura.

Últimas de Esporte