Com um a menos, Manchester City arranca empate com o Everton em casa

Com o resultado, no encerramento da segunda rodada do Campeonato Inglês, o time de Guardiola perdeu seus primeiros pontos na competição

Por O Dia

Inglaterra - O técnico Josep Guardiola acertou na aposta nesta segunda-feira e viu seu Manchester City arrancar o empate com o Everton, pelo placar de 1 a 1, no Etihad Stadium. Num duelo em que o Manchester jogou com um a menos desde o fim do primeiro tempo e saiu atrás no placar, o treinador sacou Gabriel Jesus no intervalo e deu chance a Sterling, que marcou o gol de empate.

Com o resultado, no encerramento da segunda rodada do Campeonato Inglês, o time de Manchester perdeu seus primeiros pontos na competição. O time de Guardiola tem agora quatro pontos. O Everton, que também venceu na estreia, apresenta a mesma pontuação. 

Manchester City ficou no empate com o EvertonAFP

Com três brasileiros entre os titulares, o City começou a partida com Gabriel Jesus jogando ao lado de Sergio Agüero. Mas somente o argentino rendeu no primeiro tempo, protagonizando as melhores investidas dos anfitriões no ataque. 

O Everton, porém, foi mais eficiente. E Rooney abriu o placar aos 34 minutos, ao marcar belo gol. Dentro da área, o atacante bateu firme, quase de primeira, e contou com certa ajuda do goleiro brasileiro. A bola praticamente passou entre as pernas de Ederson, bateu no pé da trave e entrou. Foi o 200º gol do Rooney no Campeonato Inglês.

A situação do City ficou mais complicada aos 43 minutos, quando Walker levou o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo, deixando o Manchester com a menos na partida. Antes do intervalo, a torcida presente nas arquibancadas do Etihad Stadium aplaudiram as vítimas do atentado terrorista ocorrido em Barcelona, na semana passada. 

Para o segundo tempo, Guardiola fez sua maior aposta. Trocou Gabriel Jesus por Sterling, que não decepcionou. Aos 37 minutos, após levantamento na área, o zagueiro do Everton desviou de cabeça para o meio da área e Sterling pegou de primeira para mandar no canto, sem dar chance ao goleiro Jordan Pickford.

Nos minutos finais, o Manchester assumiu o controle total da partida e parecia estar com um jogador a mais em campo, ao invés de atuar com apenas dez. O time da casa impôs pressão e teve boas chances de buscar a virada no placar, sem sucesso.

Últimas de Esporte