Palmeiras vence na Justiça e vai receber mais R$ 20 milhões por Gabriel Jesus

A diretoria do Verdão entrou na Justiça por entender que houve por parte do empresário a violação de uma das cláusulas de um contrato

Por O Dia

São Paulo - O Palmeiras vai receber mais R$ 20 milhões pela venda de Gabriel Jesus ao Manchester City, da Inglaterra, concretizada em 2016. Depois de mais de um ano de briga judicial, o departamento jurídico do clube e o ex-empresário do atacante, Fábio Caran, entraram em acordo sobre a divisão de uma parte dos direitos econômicos do jogador e agora o clube ficará com quase 50% do valor total da transferência.

A diretoria do Palmeiras entrou na Justiça por entender que houve por parte do empresário a violação de uma das cláusulas de um contrato. Ao renovar com a equipe, em 2014, Gabriel Jesus assinou um vínculo em que o clube concedeu aos empresários 70% dos direitos econômicos, mas com a condição de que essa parcela não poderia ser vendida ou repassada para outros.

Gabriel Jesus deixou o Palmeiras em 2016Efe

No entanto, desses 70% cedidos aos empresários, a fatia de 22,5% referentes a Fábio Caran foram destinadas à mulher dele, Naima Ferreira. O Palmeiras alegou que ela após receber os direitos econômicos por meio de uma empresa individual, a transformou em sociedade limitada, com a entrada de mais dois sócios que passaram a ter 99% do patrimônio, enquanto Naima ficou com 1%.

O clube entendeu que essa mudança levou à quebra de contrato e, por isso, acionou a Justiça. No acordo, Caran abriu mão dos 22,5% em disputa. Essa parcela é equivalente aos cerca de R$ 20 milhões que o Palmeiras receberá. Com isso, o Palmeiras deve embolsar no total cerca de metade de todo o valor da contratação

Em agosto de 2016, o Palmeiras acertou a venda de Gabriel Jesus ao Manchester City por 32,7 milhões de euros (cerca de R$ 121 milhões, na cotação da época), mas a transferência só se concretizou em janeiro deste ano, após o atacante ser campeão brasileiro pelo clube paulista.

Últimas de Esporte