Mayra Aguiar é ouro em Budapeste e conquista seu segundo título mundial

Judoca venceu japonesa por ippon e acumula cinco medalhas em mundiais

Por O Dia

Budapeste - A judoca brasileira Mayra Aguiar (até 78kg) fez história nesta sexta-feira ao conquistar o seu segundo título mundial. Na competição que está sendo realizada em Budapeste, ela teve pela frente na final a japonesa Mami Umeki e a derrotou com um ippon aplicado logo nos primeiros segundos do golden score. 

Mayra Aguiar se consagrou ao vencer a japonesa Mami UmekiDivulgação / FIJ

O segundo título levou Mayra Aguiar a se juntar a João Derly como únicos judocas do País que foram duas vezes campeões mundiais. Além disso, ela conquistou a sua quinta medalha em Mundiais. Antes do evento em Budapeste, ela foi ouro em 2014, prata em 2010 e bronze em 2011 e 2013. E, na sua vitoriosa carreira, a brasileira também subiu duas vezes ao pódio nos Jogos Olímpicos, em 2012 e 2016, tendo faturado o bronze em ambas as oportunidades. 

Campeã mundial em 2015, Mami Umeki já havia enfrentado outra brasileira nesta edição da competição, tendo derrotado Samanta Soares logo na estreia. Mas acabou sucumbindo na final diante de Mayra, que agora recuperou o status de campeã mundial, pois havia vencido a competição em 2014 - no ano passado, a competição não foi disputada por ser ano olímpico. 

No combate decisivo, Umeki recebeu duas punições no início da luta, enquanto a brasileira levou um no minuto final do tempo regulamentar, que terminou sem a aplicação de golpes. A definição, então, ficou para o golden score. E com apenas 11 segundos, a brasileira conseguiu o ippon que lhe assegurou o título. 

Para garantir o seu lugar no pódio, Mayra Aguiar venceu outra japonesa nas semifinais. A brasileira encarou Ruika Sato em uma luta tensa, com ambas levando dois shidôs. Faltando cerca de um minuto para o término do combate, a brasileira conseguiu projetar a adversária, em golpe pontuado como wazari, o que assegurou a sua passagem para a final do Mundial. 

Mayra também teve grande desempenho nas preliminares nesta sexta, tendo vencido as três lutas que disputou por ippon. A brasileira superou a eslovena Klara Apotekar e a austríaca Bernadette Graf, antes de encarar nas quartas de final a francesa Audrey Tcheuméo.

Tcheuméo superou Mayra nas semifinais da Olimpíada do Rio, mas dessa vez a brasileira se deu melhor. Ela ainda levou duas punições, mas conseguiu um wazari e, na sequência, imobilizou a rival, que se viu forçada a abandonar a luta. 

A medalha conquistada por Mayra é a segunda do Brasil nesta edição do Mundial de Judô. A outra foi com Érika Miranda, bronze na categoria até 52kg. 

MARIA PORTELA CAI NA REPESCAGEM - Outra brasileira a avançar até a fase final do Mundial nesta sexta, Maria Portela (até 70kg) perdeu logo na sua primeira luta na repescagem. A brasileira encarou a espanhola María Bernabéu, levou duas punições e sofreu um wazari e deixou o Mundial.

Últimas de Esporte