Presidente do Paraná afirma que agressão motivou demissão de Lisca

Treinador teria agredido membro da comissão técnica do Tricolor

Por O Dia

Paraná -  A demissão de Lisca do Paraná surpreendeu o mundo do futebol. Com apenas uma derrota pelo clube e logo após a classificação da equipe na Primeira Liga, eliminando o Flamengo. O presidente do clube, Leonardo Oliveira, veio a público explicar o ocorrido. Ele afirmou que o ex-treinador agrediu um outro membro da comissão técnica do Tricolor do Paraná.

Lisca deixou o comando do ParanáDivulgação

"Chegou a acontecer a agressão, e isso é o que resume o fato. Mas não devemos expor o Paraná para não prejudicar o trabalho que vem sendo feito", afirmou.

Neste sábado a equipe foi comandada por Matheus Costa e acabou sendo derrotada por 1 a 0 pelo Atlético-MG, assim sendo eliminada na semifinal da Primeira Liga. Questionado sobre o substituto de Lisca, o presidente do Paraná disse que o técnico interino pode ser efetivado.

"Ficou provado para nós que é a nossa comissão técnica permanente é o que está nos trazendo resultados. Já passaram três treinadores neste ano, e a equipe continua com o mesmo padrão, a mesma eficácia", opina.

O presidente do Paraná ainda divulgou um comunicado, confira:
 

"Existem inúmeros motivos que podem levar um colaborador a ser desligado do seu trabalho.

 
A partir disso, em nome do Paraná Clube, ressalto que, apesar do trabalho magnífico desempenhado dentro de campo, o técnico Lisca não cumpriu com alguns fatores que se fazem obrigatórios numa relação de trabalho.
 
O fairplay profissional não é somente um elemento de jogo: é também obrigatório no extracampo. E vale pra todos.
 
Esta demissão se deu pela extrapolação dos limites da boa convivência.
 
E a partir de agora, este assunto está oficialmente encerrado. E passará a ser tratado apenas internamente pelo nosso setor jurídico.
 
Tivemos que escolher por este caminho. Não era o nosso plano. Repetimos: foi uma escolha bastante difícil. Mas fizemos o que tinha que ser feito.
 
Pedimos a todos os torcedores que evitem proliferar notícias falsas e mais especulações sobre o assunto.
 
Porque seguiremos em frente. 
 
E a torcida precisa seguir também.
 
Estamos em 5o lugar na Série B. Esta colocação é fruto do trabalho de muita gente, muita gente. Lembrem-se disso.
 
E a continuidade deste trabalho segue nas mãos destes profissionais.
O trabalho vai continuar. E, eu asseguro, mais forte que nunca."

Últimas de Esporte