Paz! Presidentes de Flamengo e Botafogo deixam guerra de lado e pregam harmonia

Bandeira de Mello e Carlos Eduardo Pereira se encontraram para solucionar diferenças entre as administrações dos rivais

Por O Dia

Rio - Nos últimos tempos, a relação entre Botafogo e Flamengo não tem sido das melhores e tal situação acaba influenciando torcedores de maneira equivocada. No entanto, os presidentes das equipes se reuniram em programa de TV e puseram as diferenças de lado, pregando uma abordagem menos hostil.

Presidentes se encontraram em programa de TVReprodução / Sportv

Eduardo Bandeira de Mello e Carlos Eduardo Pereira demonstraram vontade em reduzir a animosidade entre os clubes e admitiram que, em alguns casos, pode haver excessos, de ambos os lados.

"Da minha parte, da diretoria do Flamengo, ninguém pressiona para ter algum tipo de atitude hostil. Claro que você pode ter um diretor que exagera num comentário no Twitter, mas nada que venha a sacrificar o objetivo final. A postura do Flamengo é a de ter uma relação harmônica com os seus coirmãos", afirmou o presidente rubro-negro, ao Seleção SporTV.

Quando perguntados a respeito de seus estádios, outro ponto que gera discordância, principalmente entre as torcidas, é o da nomenclatura dada aos mesmos. No entanto, os mandatários estavam na mesma página quanto a isso.

"É uma observação justa. Acho que em alguns momentos, passam [provocação]. Trabalhamos essa questão do nome. É marketing e escolhemos o Nilton por tudo o que ele representou ao Botafogo", disse o dirigente alvinegro. 

Bandeira de Mello disse que o nome do estádio do Botafogo é Nilton Santos. já CEP afirmou que o Flamengo joga na Ilha do Urubu.

Os dois encerraram a transmissão com um aperto de mãos e deixaram claro que vão tentar trabalhar em conjunto para tornar o clássico mais seguro.

Últimas de Esporte