Jogador processa tradicional clube do Nordeste após demissão pela Internet

Lucas Bacelar quer R$ 270 mil por danos morais, assédio e oito meses de salários atrasados enquanto esteve no River-PI

Por O Dia

Rio - A vida de riqueza e glamour que alguns jogadores de futebol levam não retrata o cenário das divisões inferiores do Brasil, onde Lucas Bacelar, ex-jogador do River-PI, teve de enfrentar uma demissão sem aviso. O atacante ficou sabendo que havia sido dispensado pela Internet e agora processa o clube.

Lucas Bacelar quer R%24 270 mil do River-PIReprodução / TV Cidade Verde

O jovem de 21 anos pede R$ 270 mil por assédio, já que foi dispensado sem receber nenhuma informação. No valor, também estão inseridos oito meses de salários atrasados e danos morais, pela falta de pagamento.

"Para vocês saberem, eu só fiquei sabendo que fui dispensado pela Internet. Teve uma reunião no River-PI com todos que foram dispensados. Aí o cara vem me dizer que esqueceu de informar. Só merecia o respeito do River-PI. Eu trabalhei para sustentar meu filho, e o dinheiro do salário nunca saiu. Que cabeça eu tinha para jogar? Tenho minha casa, cuido dela sozinho, nunca tive ajuda do meu pai como muitos pensam."

Lucas passou dois anos no River e participou da campanha de acesso à Série C em 2015, mas acabou integrando lista de dispensas para a atual temporada.

Últimas de Esporte