Ex-astro da NBA diz que pode promover a paz entre EUA e Coreia do Norte

Pentacampeão desenvolveu amizade com o líder Kim Jong-un

Por O Dia

EUA - A relação entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte chegou ao nível mais alarmante dos últimos tempos, com ameaças e provocações dos dois lados. No entanto, um antigo astro da NBA acredita que pode promover a paz entre as duas nações.

Kim Jong-un ri ao lado de RodmanAFP

Pentacampeão da NBA e um dos maiores reboteiros de todos os tempos, Dennis Rodman viajou até a Coreia do Norte em 2013 como parte de um tour de ex-jogadores de basquete pela Ásia. A partir daí, ele desenvolveu uma amizade com o líder norte-coreano Kim Jong-un.

"Minha missão é quebrar o gelo entre dois países hostis. Porque foi deixada comigo, eu não sei. De todas as pessoas, Dennis Rodman. Mas vou te dizer isso: se eu não terminar entre os três primeiros no próximo Prêmio Nobel da Paz, alguma coisa está muito errada", brincou Rodman em entrevista à revista 'Sports Illustrated'.

Rodman é provavelmente o único americano que tem acesso a Kim Jong-un e acredita que isso pode ajudar em sua missão. Após sua apresentação, ele voltou ao país em 2013 e depois em 2014 e 2017, todas após convite de Jong. Rodman, inclusive, aparece rindo em diversas fotos com o 'amigo'.

Para se ter noção da moral de Rodman com Jung, o ex-jogador pediu a soltura de Kenneth Bae, nascido na Coreia do Sul e cidadão americano desde os 18 anos de idade. Kim Jong-un acatou a solicitação.

Durante sua longa carreira, Rodman nunca foi conhecido pelo jeito apaziguador. Pelo contrário, era parte dos 'bad boys' do Detroit Pistons, sempre se envolvendo em brigas e polêmicas em quadra, e teve relacionamentos conturbados com a cantora Madona e a atriz Carmen Electra.

Últimas de Esporte