Esposa de jogador interrompe entrevista e agride uma repórter: 'Fiquei chocada'

Jornalista registrou boletim de ocorrência e fez exame de corpo de delito

Por O Dia

Espírito Santo - A repórter L.C., que trabalha no Espírito Santo, foi vítima de agressão enquanto cobria a partida entre Desportiva Ferroviária e Atlético Itapemirim, no último sábado, válida pela Copa Espírito Santo. A profissional relatou que numa entrevista pós-jogo a esposa de um jogador avançou nela, tirando bruscamente seu crachá, arranhando o seu pescoço.

L.C. mostra o resultado da agressãoReprodução

"Após o jogo entre Desportiva e Atlético Itapemirim, como de costume, fui fazer as entrevistas com os atletas e técnicos. Fiz o que havia programado, mas ainda faltava uma entrevista para fechar o dia. No estádio Engenheiro Araripe é comum as pessoas, mesmo não credenciadas, entrarem no local destinado à imprensa e ficarem circulando por lá, junto dos jornalistas", relatou L.C. ao blog Centro do Jogo.

"No primeiro instante até acreditei que ela queria participar da entrevista e que tinha algo a acrescentar. Continuei conversando e só então, quando ela avançou no meu crachá, arranhando meu colo e puxando bruscamente minha identificação, chegando a machucar meu pescoço, é que entendi que aquilo era uma agressão. Fiquei em choque. Ela saiu gritando, acompanhada pelo marido que a retirou de lá. Confesso que ainda não consegui entender muito bem", continuou a repórter.

A jornalista afirmou que, com a ajuda de amigos e colegas de profissão, foi até uma delegacia fazer um boletim de ocorrência e exame de corpo de delito, onde, segundo ela, foi constatada a agressão.

O jornal O DIA entrou em contato com a jornalista que confirmou o caso e contou que, pela postura da mulher do jogador, um dos motivos poderia ser ciúmes.

"Na verdade não conversei com a esposa para saber o que a motivou a tomar a atitude, mas pela reação ela estava acreditando que eu estaria demostrando interesse pelo marido dela. Sei lá, tipo dando bola mesmo. Mas ela sequer perguntou o que eu estava conversando com ele e, aliás, eu estava na área reservada aos jornalistas, com gravador na mão. É claro que eu estava entrevistando, mas não sei o que passou na cabeça dela", disse L. ao DIA.

Últimas de Esporte