Ex-lateral de Flu e Bota é processado por clube após ser salvo de prisão

Thiago Carleto foi acionado na Justiça pelo Linense, que cobra R$ 52 mil

Por O Dia

São Paulo - O lateral-esquerdo Thiago Carleto, dono de passagens por Fluminense e Botafogo, poderia ter sido preso no início deste ano, por conta do não pagamento de pensões alimentícias. Entretanto, foi "salvo" pelo Linense, clube pelo qual jogava. Apesar disso, o jogador agora é cobrado pelo time paulista, por não ter quitado dívidas com o mesmo.

Carleto foi salvo de prisão pelo LinenseVitor Silva / SSPress / Divulgação

Em março, a equipe desembolsou R$ 71 mil para viabilizar o pagamento de pensões alimentícias atrasadas do atleta. Após o fim do Campeonato Paulista, Carleto acabou se transferindo para o Coritiba e passou a ter um débito de R$ 52 mil com o Linense.

O lateral-esquerdo admitia a dívida e se comprometeu em fazer o pagamento até o fim do mês de julho. Apesar disso, o clube paulista não recebeu nenhum valor, mesmo tentando um acordo amigável. Por conta da falta de acordo, o Linense resolveu tomar ações judiciais.

No Rio de Janeiro, Carleto teve passagens pelo Fluminense, em 2012, sendo campeão brasileiro pelo Tricolor, e pelo Botafogo, em 2015, onde ficou marcado por comparar a Taça Guanabara, primeiro turno do Carioca, à Liga dos Campeões da Europa.

Últimas de Esporte