Repórter é vítima de machismo de torcedores e recebe apoio de clube

Caso ganhou enorme repercussão nas redes sociais

Por O Dia

Rio Grande do Sul - No último sábado, em partida válida pela Copa Paulo Sant’Ana, o São José derrotou o Internacional e se classificou para a final da competição. Porém, a vitória por 3 a 1 acabou ficando abafada por uma atitude reprovável de alguns torcedores da equipe vitoriosa. A repórter Júlia Goulart, da Rádio Galera, foi vítima de machismo.

O caso ganhou enorme repercussão nas redes sociais e o próprio São José fez questão de manifestar apoio à repórter após o ocorrido. Por meio de sua página oficial no Facebook, o clube postou uma forte nota de repúdio ao machismo sofrido por Júlia.

Júlia Goulart%2C da Rádio Galera%2C foi vítima de machismoReprodução Twitter

Um dia depois de ser vítima, Júlia participou da transmissão de Cruzeiro x Grêmio, pela mesma competição, no estádio Vieirão, em Gravataí. Dessa vez, felizmente não houve nenhum tipo de palavra ofensiva para a repórter.


Últimas de Esporte