Com Thiago Silva e Philippe Coutinho, Tite começa a consolidar seleção para Copa

Seleção vai encarar a Bolívia, nesta quinta-feira, na altitude de La Paz

Por O Dia

Teresópolis - A seleção brasileira que vai encarar a Bolívia, nesta quinta-feira, na altitude de La Paz terá (quase) força máxima. Alex Sandro será o lateral-esquerdo e as outras novidades são a entrada de Thiago Silva na zaga e o retorno de Philippe Coutinho ao meio de campo. Como vem dizendo desde que o Brasil garantiu vaga na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, o técnico Tite quer fazer de cada jogo uma oportunidade de "consolidação da equipe". E isso passa por dar mais tempo de jogo a atletas que podem ser chamados a atuar em qualquer momento de uma partida.

Tite escolheu volante Casemiro para ser o capitão diante da BolíviaPedro Martins / MoWA Press

A escolha de Thiago Silva para compor a zaga ao lado de Miranda é o melhor exemplo disso. Marquinhos será reserva pela primeira vez com Tite nas Eliminatórias Sul-Americanas, mas isso não quer dizer que o seu companheiro de Paris Saint-Germain o tenha desbancado na seleção.

"Temos atletas de altíssimo nível e nada mais justo do que ter Thiago (Silva), Marquinhos e Miranda (se revezando). Eles fizeram oito jogos juntos. Marquinhos e Thiago tiveram um jogo e meio juntos na seleção. Miranda e Thiago tiveram meia partida", enumerou Tite. "Tenho de prepará-los. Não sei o que vai acontecer aí na frente", disse o treinador, fazendo referência a eventuais lesões ou necessidade de mudança por suspensão.

Sobre a opção por Philippe Coutinho na vaga de Willian, a questão é tática. "O sistema é parecido, mas um é mais vertical e agudo, de atacar em velocidade, com Willian. O outro é mais construtor, com Philippe. Tenho agora duas possibilidades", considerou Tite.

De novidade mesmo, apenas a lateral esquerda. O jogo contra a Bolívia será o primeiro das Eliminatórias sob o comando do treinador em que o Brasil não terá Marcelo ou Filipe Luís ocupando o posto. Os dois haviam sido convocados para as partidas diante dos bolivianos e do Chile, nesta terça-feira, em São Paulo, mas foram cortados por lesão. Assim, Alex Sandro será titular do time pela primeira vez.

A opção pelo atleta da Juventus era a mais provável pelo fato de ele já ter figurado em outras listas do técnico. O lateral-esquerdo chegou até mesmo a ser titular no amistoso contra a Austrália, disputado em junho, em Melbourne. Além disso, Alex Sandro foi a primeira escolha de Tite após a baixa de Marcelo.

Sobre a opção, Tite deixou claro que foi pela circunstância que se apresentou. "Ele já estava integrado e é um jogador de altíssimo nível", comentou o técnico, que aproveitou o dia para mandar um recado ao lateral-esquerdo da Juventus. "Eu, se fosse o Alex Sandro, me atirava".

CAPITÃO - O volante Casemiro foi escolhido por Tite para ser o capitão diante da Bolívia. Desde o primeiro jogo à frente do Brasil, em setembro do ano passado, o treinador tem promovido um rodízio de jogadores na função. O volante do Real Madrid será o 12.º capitão da Era Tite.

Casemiro disse estar realizando um sonho e prometeu muito empenho. "Claro que tenho uma responsabilidade muito grande ao ser escolhido capitão". O jogador assegura que o Brasil vai jogar na altitude de La Paz buscando a vitória. "Fizemos um grande trabalho e já estamos classificados para a Copa do Mundo, mas temos dois jogos por fazer e temos de respeitar essa camiseta e esse País".

Últimas de Esporte