Ex-atleta relata ter sido vítima de assédio sexual por jogadores

Ela revelou que três integrantes da seleção de futebol masculina do seu país, 'bem conhecidos' do público, participaram do ato

Por O Dia

Suécia - A ex-atleta da seleção feminina de futebol da Suécia, Gunilla Axén, revelou ao 'Jornal Aftonblated', um caso absurdo de assédio. Campeã europeia em 1984, a mulher relatou que três jogadores da seleção de futebol masculina do país, 'bem conhecidos', participaram do ato. 

Gunilla Axén revelou ter sofrido assédio pela seleção da SuéciaReprodução Facebook

"Eles me enviaram fotos de pênis e me mandaram mensagens", disse a ex-jogadora.

O assédio aconteceu enquanto Gunilla exercia a função de gerente de desenvolvimento na Associação Sueca de Futebol, entre 2004 e 2005. Ela ficou no cargo por 17 anos. A ex-atleta não revelou os nomes dos jogadores, mas afirmou que são jogadores "bem conhecidos, respeitados e possuem famílias". Ela afirma ter superado o ocorrido.  "Eles fizeram errado, mas passou e saiu da minha vida. Isso aterrorizaria suas famílias"

Além dos assédios, Gunilla afirmou ter recebido o conselho machista de não usar saias como assessório para não "tentar os homens".

A ex-atleta afirmou que não foi a única a sofrer com os abusos. A sueca revelou que o conselho da entidade e o seu presidente foram informados do ocorrido, mas  "permaneceram em silêncio".


Últimas de Esporte