Zico diz por que não aceita treinar times do Brasil: 'não quero enfrentar o Fla'

Ex-jogador já teve experiências comandando equipes estrangeiras, mas voltou a afirmar que não treinaria nenhum time que não o Rubro-Negro

Por O Dia

Rio - Alguns jogadores marcam época como atletas de um único time. Esse foi o caso de Zico. Apesar de também ter vestido a camisa da Udinese e do Kashima Antlers, o Galinho de Quintino é o ídolo máximo do Flamengo e, por conta disso, afirma que não treinaria outro clube brasileiro.

Zico com o Manto Sagrado rubro-negro%3A paixão incondicional pelo clubeArquivo

O ex-meia não estabeleceu uma carreira de grande sucesso como técnico, mas teve passagem importante pela seleção japonesa e já comandou outras oito equipes, mas todas de fora do Brasil. O motivo, para ele, é simples.

"A minha ligação com o Flamengo é muito forte. Então, eu não gostaria de enfrentar o Flamengo. Então eu não aceitei ser treinador por causa disso. Acho que para ser treinador você tem que tirar a camisa e eu não tirei a camisa do Flamengo", afirmou em entrevista ao programa 'Boa Noite Fox'.

Zico garante que já recebeu propostas para comandar algumas grandes equipes do futebol brasileiro, mas voltou a ressaltar que pretende manter uma carreira internacional.

"Já tive gente de grandes times de São Paulo, Minas Gerais e do Sul me procurando... Alguns falaram diretamente comigo. Sempre fiquei muito honrado, mas meu objetivo sempre foi dirigir times fora do Brasil."

Depois de deixar o FC Goa, da Índia, Zico segue sem clube. Atualmente, trabalha como comentarista.

Últimas de Esporte