Goleiro da seleção brasileira pego no antidoping consegue provar inocência

Ele alegou para as autoridades que substância proibida foi encontrada porque havia bebido chá de coca para atenuar sintomas da altitude

Por O Dia

Rio - O suposto caso de doping envolvendo o atacante rubro-negro Paolo Guerrero fez voltar à tona um caso ocorrido também nas Eliminatórias da Copa do Mundo, só que para o Mundial de 1994.

Zetti conseguiu provar inocênciaReprodução Site Oficial

Em partida contra a Bolívia na altitude de La Paz, o então goleiro do São Paulo Zetti teve exame antidoping com resultado positivo para cocaína. O caso comoveu o mundo do futebol, mas o atleta alegou para as autoridades que a substância proibida foi encontrada porque havia bebido chá de coca para atenuar os sintomas da altitude e acabou inocentado.

O episódio teve tanta repercussão na época que ainda hoje é possível encontrar a marca 'Chá do Zetti' em diversos locais na Bolívia.

Guerrero suspenso

O atacante peruano Paolo Guerrero foi suspenso por 30 dias pela FIFA, nesta sexta-feira, depois de resultado analítico adverso detectado em exame antidoping em urina coletada na partida contra a Argentina, informou a Federação Peruana de Futebol (FPF).

A decisão tira o atacante dos duelos de repescagem para a Copa do Mundo da Rússia-2018 contra a Nova Zelândia e impossibilita o atleta defender o Flamengo no Brasileirão e na Copa Sul-Americana contra o Junior Barranquilla, da Colômbia.