Jogadores de basquete dos EUA detidos na China retornam ao seu país

Atletas foram presos por suspeita de furto na loja Louis Vuitton

Por O Dia

Estados Unidos - Três jogadores de basquete universitário dos Estados Unidos, detidos na China por furto, voltaram ao seu país, depois da intervenção do presidente Donald Trump, informou a imprensa local.

Os jogadores da UCLA LiAngelo Ball - irmão mais novo do astro do Los Angeles Lakers Lonzo Ball - Cody Riley e Jalen Hill chegaram ao aeroporto de Los Angeles na terça, de acordo com o jornal Los Angeles Times. 

Os três admitiram ter furtado produtos de uma loja da rede Louis Vuitton em Hangzhou. Os atletas foram detidos e liberados sob fiança, com o compromisso de permanecer na cidade chinesa, à espera do processo criminal.

"Assumo a responsabilidade pelo erro que cometi, roubar em uma loja. Sei que isto vai além do fato de decepcionar minha universidade porque decepcionei todo o meu país", disse Riley em coletiva de imprensa.

"Quero agradecer ao governo da China e à Polícia desse país por cuidar de nós. E ao presidente Trump e ao governo dos Estados Unidos: obrigado por dedicar seu tempo para intervir em nosso nome", acrescentou.

Ball, por sua vez, se comprometeu diante da imprensa a não repetir a "decisão estúpida" de roubar. "Este gesto não define quem sou", assegurou.

O incidente "me mudou em uma forma que nao posso descrever", declarou Hill.

Horas antes, o comissário da liga Pacific-12, Larry Scott, havia dito em um comunicado que os atletas estavam em um avião para essa cidade.

"O problema foi resolvido para a satisfação das autoridades chinesas" e o trio conseguiu deixar Hangzhou, onde estavam detidos há uma semana, disse ele.

"Estamos satisfeitos em trazer esses jovens de volta para casa, para suas famílias e sua universidade", declarou Scott.

O presidente Trump indicou ter pedido pessoalmente ao presidente chinês, Xi Jinping, para intervir em nome dos três jogadores durante sua visita de dois dias a Pequim na semana passada.

Em sua declaração, Scott agradeceu a Trump e ao Departamento de Estado por sua ajuda na resolução do caso.

Ball, Riley e Hill foram presos em Hangzhou antes de um jogo contra Georgia Tech, que deveria acontecer em Xangai.

De acordo com a 'ESPN', eles foram presos por suspeita de furto na loja Louis Vuitton.

Últimas de Esporte