Tênis: ex-campeã do torneio de Wimbledon perde a luta contra o câncer

Ex-número dois do ranking mundial morreu aos 49 anos

Por O Dia

República Tcheca - A tenista tcheca Jana Novotna, ex-número dois mundial e campeã de Wimbledon em 1998, morreu no domingo aos 49 anos, vítima de câncer, anunciou nesta segunda-feira a WTA.

Jana Novotna morreu aos 49 anosAFP

Novotna, que naquela final de Wimbledon derrotou a francesa Nathalie Tauziat, "morreu cercada por sua família, na sua República Checa natal", indicou a WTA.

A jogadora jogou com várias das grandes campeãs da época, como a alemã Steffi Graf, a argentina Gabriela Sabatini, a checa nacionalizada americana Martina Navratilova ou a espanhola Arantxa Sánchez-Vicario.

"O mundo do tênis está muito triste depois da morte de Jana Novotna. Não tenho palavras, Jana era uma verdadeira amiga e formidável mulher", declarou Navratilova.

"Uma triste perda para o mundo do tênis, mas uma perda devastadora para nós que compartilhamos uma profunda amizade com ela. Uma mulher de integridade e honra. RIP Jana", homenageou por sua vez a americana Chris Evert.

Nascida em 2 de outubro de 1968 em Brno, segunda cidade checa, Novotna se aposentou em 1999, com 24 títulos em seu histórico de singles e 76 em duplas, 12 em Grand Slam, durante 14 anos no circuito.

Capaz de jogar em todas as superfícies, Novotna terminou em 1997 como a segunda jogadora no ranking da WTA.

Em duplas, foi número um do mundo em várias ocasiões. Nesta modalidade, venceu em Wimbledon quatro vezes: com sua compatriota Helena Sukova em 1989 e 1990, com Arantxa Sánchez-Vicario em 1995 e com Martina Hingis em 1997.

Sua carreira conta ainda com a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atlanta de 1996 e as medalhas de prata em duplas em Seul 1988 e Atlanta. Com a Checoslováquia conquistou a Copa da Federação em 1988.

Depois de se aposentar, tornou-se treinadora e colaborou, entre outros, com a francesa Marion Bartoli.

"Vamos sentir sua falta, não só seus amigos, mas todos aqueles que fazem parte do mundo do tênis. Nunca a esqueceremos", afirmou a checa Hana Mandlikova, vencedora de quatro torneios Grand Slam.

Últimas de Esporte