Jogadores sofrem ataque homofóbico e vítima pode até perder um olho

Caso gerou muitos protestos de autoridades que defendem a causa LGBT

Por O Dia

Argentina - Um atleta de rúgbi pode perder um olho depois de ser agredido por sete pessoas depois de sair dançando de um restaurante. O motivo seria a exibição de um "comportamengo gay", como descreveu Jonathan Castellari, de 25 anos.

Jonathan Castellari foi atacado por sete pessoas Reprodução / Twitter

Ao lado de um amigo, também jogador de rugby, o argentino caminhava até o estacionamento do local e foi abordado por sete pessoas, sendo golpeado repetidamente na cabeça, sendo xingado durante as agressões, segundo o jornal La Nacion.

Internado em hospital com lesões no olho, Castellari pode ter de passar por uma cirurgia e denunciou o caráter homofóbico do ataque. Sebastián, o amigo que o acompanhava, afirmou que tentou contactar a polícia, mas não teve sucesso em encontrar atendimento.

O caso gerou protestos de entidades LGBT e de autoridades de Buenos Aires. Jonathan e Sebastián são atletas do Ciervos Pampas Rugby Club, equipe que nasceu há cinco anos e apoia, abertamente, as causas LGBT.

Últimas de Esporte