Lutadora de MMA fica com o seio de fora em luta válida pelo UFC

Angela Magaña acabou sendo derrotada por Amanda Cooper em combate

Por O Dia

Estados Unidos - José Aldo foi derrotado por Max Holloway na revanche valendo o título dos pesos penas do UFC. No entanto, a edição de número 218 da franquia contou com um outro momento que chamou a atenção dos espectadores.  No primeiro confronto femininoda noite, Angela Magaña enfrentou Amanda Cooper pelo peso-Palha e acabou mostrando mais do que deveria.

Angela Magaña ficou com os seios à mostraReprodução Internet

Ao ser derrubada pela opotonente, Angela ficou com um dos seis à mostra. O árbitro acabou interrompendo o duelo. No segundo round, a lutadora, de 34 anos, acabou sendo nocauteada por Amanda Cooper.

Por meio do Twitter, a lutadora derrotada reclamou da interferência da arbitragem e alegou ter sido vítima de sexismo no combate. "Eu preciso andar no ringue com uma banana no meu shorts e um corte de cabelo e então quem sabe o árbitro vai deixar a luta rolar. Os homens podem bater fora das greves e continuarem sendo atingidos e o juiz não vai impedir até sete tiros depois, quando a experiência da morte estiver perto", escreveu a lutadora do UFC, utilizando as hashtags: "Direitos iguais na luta" e "Deixem as garotas levarem porrada também".