Guerrero está decepcionado com punição da Fifa e defesa avisa que vai recorrer

Atacante do Flamengo não poderá disputar a Copa do Mundo da Rússia

Por O Dia

Rio - A punição de Fifa imposta ao atacante Paolo Guerrero caiu como uma bomba para o peruano. O jogador está suspenso por um ano e não poderá disputar a Copa do Mundo que acontece na Rússia em junho de 2018.

Guerrero foi suspenso por um anoAFP

Em nota divulgada pelos seus advogados, a defesa afirma que o peruano está surpreso com a punição e que vai recorrer até a última instância: "Guerrero e seus advogados receberam com extrema surpresa e decepção o resultado publicado pela FIFA, punindo o atleta com 1 ano de suspensão, mesmo reconhecendo que o atleta não faz uso de cocaína. As provas são contundentes e somadas à baixíssima concentração de metabólito comum à folha de coca, não justificam em nenhuma hipótese essa decisão. Vamos recorrer até a última instância em busca de justiça e em prol do Jogo Limpo e do Esporte Justo".

A Fifa deu o parecer sobre o julgamento do jogador peruano nesta sexta-feira: "Depois de analisar todas as circunstâncias do caso, a Comissão de Disciplina decidiu suspender Paolo Guerrero durante o período de um ano", disse o comunicado. "Por ter dado positivo por uma substância proibida, o jogador violou o artigo 6 do regulamento antidoping da Fifa", explicou a decisão da entidade.

A audiência do caso de Guerrero ocorreu na semana passada na sede da Fifa, em Zurique. Ele foi ouvido depois de seu exame antidoping ter dado resultado positivo em partida válida pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Por quatro horas, a acusação apresentou as supostas provas, enquanto os advogados do jogador deram sua versão. Ao deixar a audiência, o atacante declarou que era inocente.

O jogador testou positivo para uso de benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em exame realizado depois do empate em 0 a 0 entre Argentina e Peru, em Buenos Aires, pela penúltima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa da Rússia de 2018, no dia 5 de outubro.

Últimas de Esporte