Internado em hospital, irmão de Messi irá cumprir prisão domiciliar

Matías, de 35 anos, será transferido pela polícia para a sua casa em breve

Por O Dia

Argentina - Matías Messi, irmão mais velho do capitão da seleção argentina, Lionel Messi, vai cumprir prisão domiciliar por posse ilegal de arma de fogo, informou nesta segunda-feira a procuradoria responsável pelo caso.

O acusado vai receber alta nas próximas horas do hospital onde ficou para tratar feridas no rosto, causados pelo acidente náutico, informou à imprensa o procurador de Crimes Cibernéticos e Armas, Lucas Altare.

Irmão de Messi vai cumprir prisão domiciliarReprodução Internet

Matías, de 35 anos, vai ser transferido pela polícia para sua casa em Rosário, a 300 quilômetros de Buenos Aires, segundo relatório do procurador.

No dia 30 de novembro, o irmão do craque do Barcelona foi detido após ser resgatado de uma lancha que estava à deriva. Ao inspecionar a embarcação em que estava, a polícia encontrou uma arma de grosso calibre (380), o que levou à prisão preventiva e à acusação ao irmão do capitão da seleção argentina.

A polícia encontrou manchas de sangue na pequena embarcação. Por conta das lesões causadas pelo acidente, Matías foi preso preventivamente e vai continuar nesta situação quando transferido para sua casa.

É a segunda vez que o jovem é encontrado em posse ilegal de arma de fogo. Por conta da reincidência, poderia receber uma pena de três anos e meio a oito anos e meio de prisão se for considerado culpado do mesmo delito.

"Quem garante o acordo de prisão domiciliar é seu pai, Jorge Messi", disse Altare. O advogado de defesa, Ignacio Carbone, informou à imprensa que o detido "é uma pessoa de bem e não vai fugir".

 


Últimas de Esporte