Bomba! Ex-capitão da Roma diz que Renato Gaúcho chegava bêbado aos treinos

Depois de estourar no futebol brasileiro com a camisa do Grêmio e do Flamengo, ex-jogador atuou pela equipe italiana entre 1988 e 1989

Por O Dia

Roma - Com o Grêmio em evidência, na disputa do Mundial de Clubes, o nome de seus principais destaques ganhou espaço na Europa. Com o técnico Renato Gaúcho não foi diferente e quem falou sobre o ex-atacante foi Giuseppe Giannini, meia-atacante e capitão da Roma nos anos 1980 e 1990. E o italiano não tem as melhores lembranças do ex-colega brasileiro, com quem atuou em 1988. Pelo contrário. 

Renato Gaúcho foi duramente criticado por GianinniDivulgação

"Às vezes, ele não era muito educado, mas não tenho raiva. Joguei por 16 anos na Roma e acho que ele foi o único jogador que vi neste período chegar bêbado nos treinos pela manhã. Nestas ocasiões, (o técnico Nils) Liedholm o tirava de perto e o protegia dos olhares curiosos", declarou em entrevista ao jornal esportivo italiano Gazzetta dello Sport.

Leia Mais

As declarações foram uma resposta a Renato, que, de acordo com a imprensa italiana, disparou recentemente contra o ex-capitão: "Giannini não gostava de mim, estava contra mim e não me passava a bola". O meia-atacante, porém, disse que tinha uma boa relação com o brasileiro e lembrou de apenas um entrevero entre eles.

"Eu nunca tive problemas com o Renato. Apenas em um episódio no campo, em um clássico, após um gol de Di Canio (para a Lazio), reclamei para o Renato por ele não ter voltado para a defesa. Ele respondeu que era centroavante e que não precisava retornar. Era um bom rapaz. Em alguns momentos, apostávamos nos treinos que quem perdesse precisava carregar o outro por 50 metros. Ele costumava perder, deve ter ficado bravo por isso", comentou o italiano.

Depois de estourar no futebol brasileiro com a camisa do Grêmio e do Flamengo, Renato atuou pela Roma entre 1988 e 1989, mas não correspondeu à expectativa. Agora, como técnico, ganhou a Libertadores com o clube gaúcho e disputará a final do Mundial de Clubes no sábado, contra o Real Madrid.

 

Últimas de Esporte