Aos 35 anos, Kaká surpreende e anuncia aposentadoria dos gramados

Com três Copas no currículo e um prêmio de melhor jogador do mundo em 2007, ele planeja seu futuro trabalhando nos bastidores do futebol

Por O Dia

Rio - O meia Kaká anunciou neste domingo sua aposentadoria como jogador profissional de futebol. Após declarar que não iria renovar com o Orlando City, time que defendeu nos Estados Unidos nos últimos anos, o atleta deixou em aberto seu futuro no esporte. No entanto, ele revelou oficialmente sua aposentadoria dos gramados em entrevista à TV Globo.

Kaká anunciou a aposentadoriaEFE

"[Foi uma decisão] Muito consciente, cheguei à conclusão de que é o momento de encerrar a carreira", declarou o jogador de 35 anos. "A minha palavra final é que o ciclo da minha carreira como jogador profissional se encerra para mim", completou.

Com três Copas do Mundo no currículo e um prêmio de melhor jogador do mundo em 2007, Kaká afirmou que planeja seu futuro trabalhando nos bastidores do futebol. No entanto, não revelou qualquer plano mais específico ou projeto em sua meta de atuar como gestor ou manager.

O meia foi revelado pelo São Paulo, onde realizou sua primeira partida como profissional em 2001. Foi vendido para o Milan, da Itália, em 2003, onde ganhou reconhecimento mundial, conquistou a Liga dos Campeões da Europa na temporada 2006/2007, faturou o título do Mundial de Clubes em 2007 e ficou até 2009, quando transferiu-se para o Real Madrid.

No clube espanhol, Kaká não teve sucesso, apesar de participar de conquistas do clube. Neste período, ele sofreu com lesões e ganhou poucas oportunidades como titular do técnico José Mourinho.

Foi, então, emprestado para o Milan em 2013 e no ano seguinte assinou com o Orlando City, onde ficou até este ano com breve passagem pelo São Paulo por empréstimo em 2014. No clube paulista, havia a expectativa de que Kaká encerrasse sua carreira com mais uma passagem pelo clube, em 2018.

Pela seleção brasileira, o meia participou da conquista do penta na Copa do Mundo de 2002, no Japão e na Coreia do Sul. Depois, foi campeão também nas edições de 2005 e 2009 da Copa das Confederações. Ele esteve nos Mundiais de 2006 e 2010, quando a seleção foi eliminada nas quartas de final nas duas edições.

Últimas de Esporte