Rivais na disputa do cinturão dos galos do XFCi, lutadores garantem 'amizade'

Respeitosos, brasileiro Daniel Virginio e americano James Gray medem forças na luta principal da décima edição do evento

Por O Dia

São Paulo - Uma amizade inesperada nasceu entre o brasileiro Daniel Virginio e o americano James Gray. E embora eles não falem a mesma língua, garantem se entender perfeitamente. Nem o fato de se enfrentarem neste sábado, em São Paulo, pelo título dos galos do XFC, vai estremecer o carinho que um tem pelo outro.

Daniel Virginio encara o americano James Gray no XFCi 10Carol Correia/Divulgação XFC

“Eu sempre simpatizei com ele, desde a primeira viagem pelo XFC. Ele conversava muito com meu professor, Jair Lourenço. Apesar de não falar inglês, eu vi de cara que ele era sangue bom para caramba. Aí depois rolou uma amizade legal. Apesar de eu não trocar muita ideia com ele por causa da questão do inglês, gostei muito do jeito dele. Fiquei feliz por chegar na final com o James. Nunca lutei com alguém tão parceiro. Tenho que botar o profissionalismo na frente de tudo neste momento”, afirmou Daniel Virginio.

Os encontros nos bastidores do evento e o as viagens de van para os combates uniram os dois. Respeito mútuo é a premissa básica das artes marciais. Mas quando a porta do hexágono fechar, será cada um disposto a manter sua invencibilidade.

“É disso que são feitas as grandes histórias. Dois lutadores invictos de países diferentes se enfrentando. Vai ser incrível. Ele sempre foi um cara muito legal, e eu sei que sempre trato as pessoas bem também. Acredito que somos artistas marciais, e não lutadores. Não somos o tipo de pessoa que anda por aí querendo ridicularizar os outros. Nós acreditamos em nós mesmos, damos duros nos treinos e vamos apenas competir para ver quem é o melhor na noite de sábado. Ele sempre foi muito amigável. Quando venci minha última luta, ele veio me dar um abraço. Quando ele venceu, também comemorei. É uma honra lutar com alguém que não quer te intimidar. É assim que as artes marciais deveriam ser. Sinto que os fãs ganham com isso”, declarou James Gray.

Na segunda luta mais importante da noite, Vuokko Katainen e Viviane Sucuri disputam o título peso-palha do evento e prometem estremecer o hexágono montado no Internacional Center, na Casa Verde, em São Paulo. Na pesagem de sexta, a finlandesa não conseguiu atingir o limite de 52,2kg e ficou cerca de 1kg acima, sendo multada em 50% da bolsa. O valor foi repassado à sua adversária Viviane Sucuri, que bateu pouco menos de 52kg.

Nos demais combates, apenas o egípcio Mohamed Badawy, que enfrenta o brasileiro Willian Cili, ultrapassou em 1,8kg o limite da categoria peso-leve e também foi multado em 50% da bolsa.

CARD COMPLETO:

XFCi 10 - Night of Champions
XFC International Center, Rua Doutor de Mello Nogueira, 90 - Casa Verde (SP)
Sábado, 4 de julho de 2015

James Gray (EUA) x Daniel Virginio (BRA) - Final do torneio peso-galo
Vuokko Katainen (FIN) x Viviane Pereira (BRA) - Final do torneio peso-palha
Ranfi Rivas (VEN) x Guilherme Faria (BRA) - Semifinal do torneio peso-pena
Mohamed Hassan Badawy (EGY) x Willian Cili (BRA) - Semifinal do torneio peso-leve
Missael Silva (BRA) x Pedro Falcão (BRA) - Semifinal do torneio peso-pena
Fernando dos Santos (BRA) x Rubenilton Pereira (BRA) - Semifinal do torneio peso-leve

Últimas de _legado_MMA