José Aldo revela intenções para o futuro e diz que vai 'amassar' Conor McGregor

Brasileiro campeão dos penas afirmou que pretende praticar futevôlei ou futebol de sete após se aposentar do MMA

Por O Dia

Rio - José Aldo enfrentará Conor McGregor dia 12 de dezembro, em Las Vegas, no UFC 194 para defender o título peso-pena da organização, o qual ele nunca perdeu de vista. A pouco menos de dois meses para o combate, o brasileiro contou, em entrevista ao programa "Sensei" do canal "Sportv", como está o seu preparo para a luta.

José Aldo, campeão dos penas do UFCDivulgação

"Primeiro, a gente faz um mês de adaptações e treinos, já preparando o corpo para chegar em um treinamento mais grosso, bem forte. Falta uma semana para começar essa fase forte, específica para a luta, contra o adversário da vez. Então, podemos dizer que estamos na metade do treinamento agora. A partir de agora, os treinos aumentam em intensidade e especificidade para chegar lá e amassar ele", afirmou.

Com 29 anos, Aldo falou também sobre sua aposentadoria. Mesmo sem ter o interesse de abandonar o mundo do MMA tão cedo, ele revelou o que deve praticar após deixar de lutar.

"Eu sou um amante de esportes, então, há uma possibilidade muito grande de, quando me aposentar do MMA, seguir outro esporte. São vários esportes que eu sonho (em praticar), mas, hoje em dia, por falta de tempo, estou voltado só para as lutas. Mas quando sair tem o futevôlei, futebol de 7 que eu brinco. Então, têm várias coisas que posso continuar fazendo depois, na aposentadoria", explicou.

De acordo com Dedé Pederneiras, treinador do manauara e líder da equipe Nova União, todos seus atletas são preparados psicologicamente para a aposentadoria e garantiu ainda que Aldo não precisará voltar aos ringues após se retirar.

"Na verdade, eu preparo todos os meus atletas para a aposentadoria. Até aqueles que estão começando, eu comento que precisam pensar no futuro. A gente sabe que que a vida de um atleta é curta, que ele vai lutar, chegar ao auge e, depois, parar. Só que o atleta para muito novo e não com 60 anos, como a maioria das pessoas. Então, se o atleta não pensar no futuro ainda quando em atividade, depois vai passar fome. Tenho certeza que, quando ele (Aldo) parar, não vai precisar ficar voltando atrás ou lutando com 50 anos porque estaria precisando de dinheiro", acrescentou.

Fonte: iG

Últimas de _legado_MMA