Dos Anjos alfineta McGregor: 'Ele não merece disputar o cinturão dos leves'

Brasileiro, campeão peso-leve do Ultimate, ainda afirmou que derrotaria o irlandês, caso tivesse disputado o UFC 196

Por O Dia

Estados Unidos - A derrota para Nate Diaz deixou Conor McGregor mais distante de seu sonho de acumular dois cinturões do UFC simultaneamente - além de ter ficado mais próximo de uma revanche contra José Aldo, nos pesos pena, Rafael dos Anjos, campeão dos leves, afirmou que o irlandês não merece enfrentá-lo pelo título da categoria. Apesar de não pretender encarar o 'Notório' em breve, o brasileiro garantiu que o derrotaria, caso a luta acontecesse. 

Rafael dos Anjos falou sobre a derrota de Conor McGregor para Nate DiazDivulgação

"Eu já lutei contra o Nate Diaz e eu sabia que o Conor é um bom lutador, mas eu acho que daria uma surra nele, com certeza. Eu não preciso lutar contra ele para mudar a minha vida. Conor não merece a luta pelo cinturão dos leves. Ele perdeu para o número 5 do ranking dos médios", disse em entrevista ao podcast 'The MMA Hour'. Dos Anjos ainda falou sobre a escolha de McGregor por Diaz, afirmando que o lutador escolheu o oponente por achá-lo mais fácil:

LEIA MAIS: Notícias, lutas e bastidores: tudo do mundo do MMA

"Havia muitas ofertas de gente querendo lutar contra ele: Anthony Pettis, Donald Cerrone, lutadores em forma, que estavam em camps de treinamento. Mas ele escolheu o Nate Diaz, que não vinha treinando. Ele escolheu o que seria o mais fácil na cabeça dele, por isso eu achei que ele iria ganhar. Mas Nate Diaz é um oponente difícil, eu lutei contra ele. É um cara bem difícil de finalizar, aguenta muito. Diferentemente do Conor, que não aguenta. Atacando, ele é um leão, apanhando, um gatinho. Tem um coração de galinha."

Após perder a luta no último sábado, McGregor não demorou muito para retomar sua rotina de provocações, especialmente contra os brasileiros - o lutador publicou uma foto em seu Instagram chamando Dos Anjos e José Aldo de covardes. Apesar da rivalidade anunciada, o brasileiro afirmou não torcer pela derrota do 'Notório', mas disse que o irlandês 'teve o que mereceu'.

"Um dia eu vou estar no octógono e não quero que ninguém torça para a minha derrota, não quero estar nessa posição. Mas eu acho que todo mundo tem o que merece. Conor teve o que mereceu. Deus fez tudo perfeito. Conor disse ser Deus, e Ele fez tudo certo, mostrou a ele e ao mundo quem ele realmente é", afirmou Dos Anjos, que completou falando sobre a atitude de McGregor após a derrota:

"Começou humilde, mas no dia seguinte colocou uma foto minha me chamando de covarde, chamando o Aldo de covarde. Ele deveria ser humilde, sabe? Eu fiz o melhor para lutar, mas ainda estou com um gesso no pé. Eu não posso lutar com o pé quebrado. Eu não gosto de fazer esse tipo de comentário, fazer piada das lesões dos outros, mas acho que ele teve o que mereceu."

Ainda com o pé quebrado, Rafael dos Anjos faz planos para voltar à atividade em maio, e já estebeleceu sua próxima meta: estar no card do UFC 200, que acontecerá em julho.

"Acho que para o meio de maio eu vou estar 100%. Eu quero lutar no UFC 200. Não me confirmaram nada ainda, mas é o que eu quero. Se eu tiver essa oportunidade, enfrento qualquer um", concluiu.

Últimas de _legado_MMA