Lyoto ressuscita polêmica do doping

Brasileiro teve confronto diante de Henderson cancelado

Por O Dia

Rio - Faço uso de um termo muito popular entre os militares para tentar entender (ou explicar) o que aconteceu com Lyoto Machida: 20 anos de curso e como pode dar mole às vésperas da luta que seria disputada hoje, na Flórida, contra Dan Henderson?! O brasileiro assumiu publicamente que utilizou a substância DHEA — que deriva da testosterona — e foi substituído por Hector Lombard. O combate foi reagendado para 4 de junho. Mas uma situação como essa não pode ser esquecida ou varrida para baixo do tapete. O uso de substâncias proibidas no MMA é assunto antigo e muito polêmico. Precisa de maior rigor e medidas proibitivas. O cambaleante esporte (no sentido da lisura) precisa abrir os olhos para não cair em desgraça completa. Espero que Glover Teixeira e Rashad Evans façam hoje uma luta épica, no evento de Tampa (EUA), e amenizem o mal-estar.

Lyoto Machida está fora do UFC de domingoDivulgação

INTERCÂMBIO NO RIO

Ex-campeão peso-pesado WGP, o sorocabano Felipe Micheletti está no Rio para treinar na Nova União e tem luta marcada contra Haime Morais no 30ª edição do evento, dia 7, em São Bernardo do Campo, São Paulo.

PEDRINHO CHUTA FORTE

O peso-mosca Pedro Nobre sobe no octógono do Titan FC pela segunda vez em abril. Depois de perder no dia 4, ele busca recuperação contra Sid Bice, dia 30, em Miami. A estratégia está definida: “Vou chutar como nunca.”

SEM FUGIR DA BATALHA

Adepto de grandes batalhas no UFC, o peso-pena Hacran Dias  nunca fugiu de luta boa. E hoje ele enfrenta outra pedreira, em Tampa: Cub Swanson. “Isso mostra que confiam no meu trabalho”, diz.

Últimas de _legado_MMA