Por pedro.logato

Rio - Acusado de ter agredido sua sogra, o treinador do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, emitiu a sua versão pela assessoria de imprensa. Segundo o comandante alvinegro, houve um pequeno incidente envolvendo a mãe da sua esposa.

Oswaldo deu depoimento sobre incidenteDivulgação

"Com relação à notícia veiculada a meu respeito no dia de hoje (21/06), esclareço que se trata de um pequeno incidente em que fui envolvido dentro da minha própria casa, quando a mãe de minha mulher, muito transtornada, aparentando um descontrole anormal, sem motivo me agrediu com muitos insultos, que me obrigaram a respondê-los sem qualquer violência. Não houve qualquer agressão física. Dias depois da queixa apresentada na delegacia, ela retornou buscando retirar a reclamação. Todos que me conhecem sabem perfeitamente da minha índole pacífica, incapaz de violência com qualquer pessoa", diz a nota.

Oswaldo de Oliveira compareceu à 42ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro na noite desta quinta-feira por conta de uma ocorrência contra ele. A denuncia teria partido da sua sogra. Além dela, o treinador teria agredido o filho.

Você pode gostar