Botafogo adota a tática da ousadia

Mesmo na Arena do Grêmio, Oswaldo avisa que time vai atacar para manter a liderança

Por O Dia

Rio - Reconhecido como um dos mais duros adversários do Brasil atuando em casa, o Grêmio não verá um Botafogo acuado, amanhã, em sua Arena. Mesmo sabendo do potencial do adversário, Oswaldo de Oliveira rejeitou qualquer tipo de mudança na postura de sua equipe, atual líder do Brasileirão.

Oswaldo quer Botafogo ofensivoDivulgação

“Vamos jogar sempre para ganhar. Nunca vou entrar pensando em empatar. Posso admitir que tenho um jogo mais difícil pela frente, com menos possibilidades de conseguir o meu objetivo. Nossa atuação vai ser dentro das condições que o adversário nos impor. Com cautela, mas ousados”, garantiu o técnico.

É justamente a maneira ofensiva de atuar do Alvinegro que tem feito a diferença a seu favor nesta temporada. Em 30 partidas disputadas, foram 22 vitórias, seis empates e apenas duas derrotas. Até o momento, o Glorioso é o time que mais venceu no Campeonato Brasileiro: quatro vezes.

Numa competição por pontos corridos, vale mais a pena arriscar e se lançar ao ataque para tentar os três pontos do que se contentar com um empate, que rende apenas um, e não faz o clube subir na tabela.

Nos três jogos que disputou fora de casa, o Botafogo obteve um aproveitamento de 44%. O número por si só é baixo para quem quer ser campeão ou garantir uma vaga na Libertadores de 2014, mas a postura dos comandados de Oswaldo de Oliveira nas partidas mostrou que o Alvinegro não vai abdicar da ofensividade nos estádios dos adversários.

Renato confirmado

Sem poder contar com Gabriel, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico botafoguense confirmou a entrada de Renato amanhã contra o Grêmio. Segundo Oswaldo, o experiente volante vai deixar seu time ainda mais qualificado.

“Não perdemos nada com Renato, só ganhamos. Foi assim contra a Ponte Preta, quando jogou muito bem. Ele é excepcional do ponto de vista técnico, mas o futebol tem suas alternâncias e por isso não vinha jogando”, explicou Oswaldo.

Renato será titular no BotafogoDivulgação

Antes da viagem para Porto Alegre, o elenco do Botafogo faz o último treino visando o jogo, na manhã deste sábado, no campo anexo do Engenhão.

Seedorf e Zé Roberto: dois ‘velhinhos’ cheios de gás

Eles são os astros principais de seus times e mesmo com mais de 35 anos, correm feito garotos. As semelhanças entre Seedorf e Zé Roberto, que vão se enfrentar amanhã, não param por aí. Na opinião de Oswaldo de Oliveira, o craque do Grêmio, assim como o camisa 10 do Botafogo, ainda tem muita lenha para queimar.

“A diferença é só o sotaque. Ele retornou uma vez ao Brasil, jogou pelo Santos [EM 2006]e todos pensavam que encerraria a carreira pouco depois. Mas ele voltou do exterior e agora está jogando aqui como um menino. Não parece a idade que tem. Não vejo limites para ele”, disse o técnico.

Seedorf é a esperança de vitória do Botafogo contra o GrêmioCarlos Moraes / Agência O Dia

Zé Roberto completou 39 anos na semana passada, enquanto Seedorf fez 37 em abril. Mas a disposição e a paixão pelo futebol são as mesmas do início da carreira.